As medidas de contenção do novo coronavírus previstas em decreto do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), publicado em edição extra do Diário Oficial nesta segunda-feira (16), também prevê a suspensão, durante 15 dias, a partir da próxima quarta (18), das faculdades particulares instaladas na capital.

A publicação prevê seis medidas de combate ao avanço do coronavírus na cidade, incluindo ainda a suspensão das aulas nas redes municipal e particular de Salvador.

Nas redes sociais, o perfil oficial do prefeito esclareceu a dúvida de uma internauta que queria saber se a medida, tomada em relação às escolas, incluía as faculdades e universidades das redes pública e privada também.

“Da rede privada, sim. Não há nenhuma faculdade/universidade municipal em Salvador, por isso as universidades públicas da cidade dependem do posicionamento de outras esferas do governo. O que cabe ao município foi feito: todas as instituições municipais e particulares de ensino devem suspender as atividades a partir de quarta-feira”, explicou Neto.

Se antecipando à data limite, o Centro Universitário UniRuy Wyden e a Faculdade ÁREA1 Wyden informaram em nota oficial que, “como medida preventiva, as aulas presenciais estão, por ora, suspensas”.

“Informamos que seguimos todas as recomendações dos órgãos governamentais de saúde e, para isso, criamos um comitê de acompanhamento que avalia diariamente os novos desdobramentos da pandemia de Coronavírus. Reforçamos o compromisso com a segurança e bem-estar da nossa comunidade acadêmica e em caso de novas informações ou iniciativas, iremos comunicar”, conclui o comunicado divulgado nesta segunda.

Compartilhar