Com a pandemia do coronavírus, Hospital Geral do Estado (HGE) só vai atender casos que sejam referenciados da covid-19. A informação foi divulgada pelo secretário estadual da Saúde (Sesab), Fábio Vilas-Boas, nesta segunda-feira (23).

“Estaremos preparando o HGE para absorver a demanda referenciada. Vai ser uma emergência 100% referenciada. Ou seja, ao invés de as pessoas irem andando gripadas para o HGE, elas deverão procurar as Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) e postos de saúde nos bairros de Salvador e, a partir dali, serem referenciadas”, explicou, em entrevista à TV Bahia.

Outras medidas também vão ser implantadas nos hospitais de Salvador. No Hospital o Subúrbio serão montados 50 leitos de UTI e na emergência, 40 leitos. Também serão montados leitos no Ernesto Simões Filho e no Octávio Mangabeira.

O governo do estado também requisitou que o Hospital Salvador seja 100% referenciado para a covid-19, com 60 leitos de UTI e 60 leitos de emergência. Outra unidade que pode ser utilizado é a Maternidade Climério de Oliveira, que pertence à Ufba. “Vamos solicitar que os pacientes sejam transferidos para o Hospital das Clínicas”, explicou o secretário.

Compartilhar