Festival da Cidade
O prefeito ACM Neto confirmou na manhã de ontem a suspensão das apresentações musicais do Festival da Cidade. O evento fazia parte das comemorações do aniversário de 471 anos de Salvador e teria shows de Psirico, Wesley Safadão e Alok. Algumas das atrações iriam se apresentar no Festival da Virada, mas tiveram as apresentações adiadas por conta das fortes chuvas na época.

A medida tomada pelo prefeito foi em decorrência da pandemia do novo coronavírus no mundo, conforme classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A prefeitura já prepara um plano de contigenciamento para atender a população afetada pelo vírus na capital baiana.

A festa acontece há sete anos para celebrar o aniversário da primeira capital do Brasil, em 29 de março, conta com uma programação gratuita com música, shows e apresentações culturais. Em 2019, a cantora Ivete Sangalo foi uma das atrações em um trio que desfilou no bairro da Barra.

Em 2020, o evento chegaria a 8ª edição. Não há previsão de nova data para o evento de comemoração dos 471 anos de Salvador.

Ao revelar a suspensão dos eventos musicais, Neto garantiu que o restante da programação das comemorações está mantida.

“Nós entendemos que esse não é o momento de comemoração, de festa. Teremos motivos de sobra para enaltecer a cidade. Mas, nesse momento, não cabe e não há qualquer sentido da gente fazer um festa num momento como esse”, destacou o prefeito.

“A minha decisão é de suspender e realizar em outra data. Quando vai ser? Não sei. Estamos tranquilos para evitar histerias, mas a decisão é de suspender”, disse o prefeito em coletiva.

Ele falou que a prefeitura  também avalia a possibilidade suspender eventos particulares, a depender da expansão do vírus na cidade. O prefeito recomendou que se evitem aglomerações. “A orientação hoje pode se tornar proibição amanhã”, falou. “A recomendação que temos dado a quem trabalha nos setores de eventos é que evitem realizar grandes atividades neste momento. As grandes aglomerações contribuem na disseminação do vírus e multiplicação da doença e devemos trabalhar para mitigar ao máximo. As decisões municipais serão tomadas de acordo com a evolução do quadro do coronavírus”, disse

Neto fez questão de destacar que obras previstas para serem entregues como parte das comemorações dos 471 anos de Salvador permanecem com o cronograma anterior.

Micareta de Feira de Santana é adiada 
Após a confirmação de três casos de coronavírus, a cidade de Feira de Santana não realizará mais sua tradicional micareta de 23 a 26 de abril. O prefeito Colbert Martins Filho informou, em entrevista na manhã de ontem que o evento está adiado temporariamente.

Não há previsão de uma nova data para um dos eventos mais tradicionais do estado, que ocorre há mais de 80 anos. A prefeitura destacou que essa é uma situação excepcional e que a orientação se estende também aos outros eventos festivos na cidade ou outro tipo de encontro que atraia um grande número de pessoas.

Há registros de carnavais em Feira de Santana de 1891 até a década de 1940. Em 1937, a folia momesca não ocorreu na data prevista, por causa de uma forte chuva que atingiu a região, e teve de ser adiada para depois da quaresma, em data não convencional. Foi então que, oficialmente, nasceu a micareta.

Desde o surgimento, a Micareta de Feira só deixou de ser realizada em duas ocasiões: a primeira na década de 40, durante a Segunda Guerra Mundial, da qual alguns soldados feirenses também participaram, e a outra em 1964, por causa do golpe militar.

Lavagem de Arembepe não vai mais acontecer
A Prefeitura de Camaçari anunciou que o Festival de Arembepe 2020, que estava marcado entre os dias 20 e 23 de março, não irá acontecer para evitar aglomerações populares. Algumas das atrações que estavam previstas para o festejo eram Psirico, Adão Negro, Tayrone, La Fúria e Denny Denan. Segundo comunicado enviado pela prefeitura de Camaçari, onde fica Arembepe, a decisão segue a orientação de especialistas e recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Evitar aglomerações é uma das principais recomendações de especialistas contra a disseminação do vírus. Por entender essa orientação, e colocando em primeiro lugar a vida da população e a luta contra o vírus, a prefeitura considerou prudente o cancelamento do evento”, detalha o comunicado.

Ufba fecha restaurante 
A Universidade Federal da Bahia (Ufba) divulgou nota ontem informando que as aulas dos cursos de graduação e pós-graduação estão mantidas, uma vez que não há indício de circulação sustentada do coronavírus na Bahia. Entretanto, a universidade destacou que seguirá a recomendação do Ministério da Saúde quanto à suspensão de eventos que promovam grandes aglomerações. O Centro de Esportes deverá ser utilizado exclusivamente para atividades curriculares obrigatórias e o funcionamento do Restaurante Universitário será suspenso. Os museus da serão temporariamente fechados à visitação do público.

TJ limita acesso 
O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) decidiu, em decreto judiciário divulgado ontem que qualquer contato desnecessário do público externo com as dependências da Casa e dos Fóruns deve ser evitado, para evitar contágio pelo novo coronavírus. Está temporariamente proibida a visita de pessoas de fora nas dependências  e nos dias de julgamento, somente envolvidos e os advogados poderão participar.

Juazeiro sem aulas 
A prefeitura de Juazeiro decretou a suspensão das aulas na rede municipal por sete dias. Ainda no decreto, a prefeitura recomendou a suspensão das aulas na rede privada. O decreto suspende ainda a realização de eventos com mais de 100 pessoas e limita o funcionamento de  bares e restaurantes da cidade. Os estabelecimentos  terão que deixar, obrigatoriamente, espaço de dois metros entre as mesas.

Prefeitura de Itabuna
A prefeitura de Itabuna também decretou a suspensão de qualquer evento que atraia mais de 50 pessoas, como festa, formaturas e seminários, pelo prazo de 30 dias. Em documento, a gestão determinou ainda que restaurantes e bares coloquem as mesas numa distancia mínima de dois metros de distância uma da outra, para evitar contato entre os clientes.

Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC
A universidade, com campi no sul da Bahia, anunciou, o adiamento do início do semestre letivo das turmas de graduação, por causa do coronavírus. Por meio de nota, a UESC informou que, apesar de não haver casos suspeitos na comunidade acadêmica, a decisão foi tomada com o objetivo de preparar ações de enfrentamento da crise.

Compartilhar