LEIA TAMBÉM:

No orçamento para 2020, o Corinthians projetou receber R$ 66 milhões com vendas de jogadores. A marca foi atingida antes mesmo da metade do ano, mas o clube quer mais.

Depois de vender André Luis para o Daejeon Hana Citzen, da Coreia do Sul, a diretoria alvinegra quer seguir aproveitando a desvalorização do real perante outras moedas e está de olho em novos negócios. Um deles é o de Gustagol, atacante que está no Internacional, tem 30% dos direitos ligados ao Corinthians e interessa ao Jeonbuk Motors, também da Coreia.

Até o momento, o Corinthians acumula cerca de R$ 92 milhões com vendas de jogadores em 2020.

O valor é o dobro do que o clube arrecadou em 2019 (R$ 46 milhões) e corresponde às seguintes transferências:

  • Clayson: em janeiro, o Bahia pagou aproximadamente R$ 3 milhões ao Timão pelo atacante;
  • Júnior Urso: foi negociado ainda em dezembro de 2019 com o Orlando City, mas a venda só foi anunciada em janeiro, por cerca de R$ 3,5 milhões.
  • Pedrinho: meia foi vendido ao Benfica por 20 milhões de euros. Corinthians vai antecipar todo esse valor com um banco estrangeiro. Clube tem 70% dos direitos do jovem e deve ficar com aproximadamente R$ 80 milhões.
  • André Luis: fechou com o Daejeon Hana Citzen por 2,2 milhões de dólares, cerca de R$ 11 milhões na cotação do dia da venda. Timão tem direito a metade, R$ 5,5 milhões.
Compartilhar