Por não conseguir entregar 750 respiradores na data prevista em contrato, a empresa Pulsar devolveu nesta terça-feira, 9, US$ 7,93 milhões ao Consórcio Nordeste, após solicitação do governador Rui Costa (PT), presidente do colegiado.

Segundo o governo da Bahia, o chefe do Executivo baiano decidiu rescindir o contrato “por uma questão de segurança”. Os demais governadores já foram informados e o valor relativo a cada estado será transferido para as respectivas contas oficiais.

Na última semana, uma operação foi realizada pela Polícia Civil da Bahia contra um suposto esquema de fraude na compra de respiradores da empresa Hempcare. O processo foi enviado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e um inquérito foi instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF).

Compartilhar