Por Vitor Villar

Pelo quarto ano seguido, a terça-feira de pré Carnaval assistiu a um verdadeiro ‘pipoco’ na Ondina. E não é um pipoco qualquer. É um pipoco gigante. Tamanho GG. Estourado.

Com tantas referências, já dá para entender: Léo Santana foi a atração da festa de pré-Carnaval pelo quarto ano seguido. Um dos artistas mais concorridos da folia ali, de graça, para uma multidão.

O Pipoco sai da Ondina, na altura do Clube Espanhol, e vai até o Farol da Barra – num sentido contrário ao do Circuito Dodô, do Carnaval.

Léo subiu ao trio por volta das 19h30. De cara, largou uma das suas principais canções do repertório: Vidro Fumê. Aquela do refrão “várias danadinhas no contatinho do pai”.

Emendou uma música após a outra. Só parou pra conversar com o público uma vez, logo após Vidro Fumê: “Prazer estar aqui com vocês nessa nossa festa em mais um ano. Vamos curtir o nosso Pipoco, gente, porque só acontece uma vez no ano”.

par o fluxo de pessoas que virão passar o Carnaval em Salvador. E que assim elas movimentem outras atrações do nosso turismo nesse período até o começo oficial da festa”.

Compartilhar