LEIA TAMBÉM:

A reta final do Brasileirão vai começar para o Bahia. Neste sábado, o tricolor encara o Corinthians, às 19h, no Itaquerão, e tem como principal meta manter o bom desempenho da primeira metade e terminar o campeonato entre os times que garantem vaga na Copa Libertadores da América.

Por isso, no Fazendão, o clima é de concentração total. Na tarde desta quarta-feira (18), o técnico Roger Machado comandou o primeiro treinamento com a presença de todos os atletas e começou a pensar o time que vai entrar em campo contra a equipe alvinegra.

O principal desfalque para o treinador está no ataque. Titular da equipe, Lucca não vai poder entrar em campo. O camisa 11 está no Bahia emprestado pelo Corinthians e, por força contratual, está impedido de jogar. Com isso, Roger vai ter que escolher uma nova peça para formar o tridente ofensivo com Artur e Gilberto.

A primeira opção para o treinador é Élber. O camisa 7, inclusive, treinou entre os titulares durante o treino de ataque contra defesa no Fazendão. Além dele, Arthur Caíke é outro que disputa a posição, mas dificilmente será o eleito pelo treinador.

Adaptado
No elenco do Bahia, Élber é uma espécie de 12º jogador. O atacante participou de 13 dos 19 jogos do tricolor no primeiro turno. Foram sete saindo do banco de reserva e outros seis como titular. Um deles o triunfo sobre o Vasco por 2×0, em São Januário, quando substituiu Artur, que estava na seleção sub-23.

Além disso, ele é como um amuleto para o Bahia. O tricolor não perdeu nos jogos em que teve o camisa 7 como titular. Foram quatro empates (São Paulo, Ceará, Palmeiras e Goiás) e duas vitórias (contra Grêmio e Vasco).

Com Élber em campo, o Bahia ganha mais uma opção de velocidade pelos lados campo, amplitude e um maior poder de recomposição na defesa. Para o atacante, a partida diante do Corinthians ainda tem outra importância. Com o rendimento de Lucca questionado pela torcida, uma boa exibição em São Paulo pode colocar uma dúvida na cabeça de Roger.

Além do ataque, o Bahia deve sofrer pelo menos mais uma mudança. Roger Machado ainda não confirmou, mas a tendência é a de que Ronaldo seja titular na vaga do meia Guerra. O tricolor tem adotado a estratégia de usar um meio-campo mais marcador, com três volantes, nas partidas fora de casa. Foi assim nos triunfos sobre Atlético-MG e Vasco.

Retornos 
Também no treino de ontem, Roger ganhou os retornos dos laterais Giovanni e João Pedro. O primeiro estava com um edema na coxa e não havia participado do jogo-treino entre os reservas e o time sub-23 da Jacuipense. Já João Pedro, que ainda não estreou pelo tricolor, se recuperou de uma indisposição estomacal e participou da atividade.

O volante Elton ficou em tratamento na fisioterapia. Com um desgaste na cartilagem do joelho, ele vai passar por cirurgia. Enquanto isso, o zagueiro Ernando, que passou por cirurgia na coluna por conta de uma hérnia de disco, continuou tratamento na academia do clube.

Compartilhar