Um militante do grupo extremista Estado Islâmico filmou a própria morte durante um combate contra tropas iranianas, em Ramadi, no centro do Iraque. De acordo com informações do jornal ‘Daily Mail’, o terrorista estava com uma câmera acoplada ao corpo e registrou a troca de tiros durante o conflito, até o momento em que foi baleado.

Captura de Tela 2015-06-23 às 12.42.15

Ainda segundo o jornal britânico, o vídeo foi gravado no mês de maio, quando os terroristas tomaram a cidade, mas a gravação só foi divulgada nesta semana, no site ‘LiveLeak’.
No vídeo, o terrorista mostra seus companheiros equipados com fuzis em confronto contra as tropas iraquianas. De acordo com informações do ‘Daily Mail’, o militante está escondido atrás de uma pequena barricada feita por sacos de areia.
Ao escutar um homem gritar “Allahu Akbar” (‘Allah, Deus é o maior’, em tradução literal), o terrorista sai de trás da barreira de proteção, é baleado e cai no chão.

Segundo o ‘Daily Mail’, a conquista da província de Al Anbar, onde fica Ramadi, marca o maior avanço do grupo terrorista desde que a coalisão, liderada pelos Estados Unidos, começou um campanha de combate aéreo contra os fundamentalistas no ano passado.
De acordo com o relatório anual sobre terrorismo do Departamento de Estado dos Estados Unidos, o Estado Islâmico já ultrapassou a Al-Qaeda como principal grupo terrorista no mundo. O documento aponta a capacidade do grupo em recrutar militantes e divulgar sua mensagem pelo mundo.

Assista:

Compartilhar