Presidente da Colômbia, Iván Duque
17/03/2020
Presidência da Colômbia/Divulgação via REUTERS

Na última quinta-feira (18), o Congresso da República da Colômbia aprovou uma alteração na Constituição que estabelece prisão perpétua a estupradores e assassinos de crianças e adolescentes de até 14 anos.

O projeto, que muda o artigo da Constitutição que proibia penas de “desterro, prisão perpétua e confisco”, foi apresentado pelo governo do presidente Iván Duque e foi aprovado por unanimidade no Senado.

A medida era uma das promessas de campanha do presidente colombiano conservador, eleito no final de 2018.

Em uma transmissão na televisão, Iván Duque afirmou: “Hoje a Colômbia tem um grande motivo de felicidade”.

O mandatário ainda chamou a mudança de “sanção exemplar”.

A reforma deve ser sancionada nos próximos dias por Duque.

Compartilhar