Por Bruno Luiz

O ex-ministro da Integração Nacional e ex-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes tece críticas contra a polarização existente na política no país. O político concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, 11, no Museu Eugênio Teixeira Leal, no Pelourinho, em Salvador.

“Essa confrontação odienta entre um lulopetismo vencido e um bolsonarismo boçal expõe a nação brasileira a um risco tremendo”, sinalizou o pedetista.

Para o ex-ministro, o momento atual do país não deve ser encarado com “pessimismo ou medo”. “Precisamos encará-lo com ideias, exemplos e militância. A ideia tem que se especializar no concreto, no aqui e agora”, indicou.

Ao falar do governo Jair Bolsonaro, o pedetista argumentou que o Congresso Nacional é quem tem conseguido “conter os danos” de uma “sanha autoritária. “A democracia brasileira é, hoje, uma ficção na cabeça do povo. “Ele [Bolsonaro] ataca as instituições não pelos defeitos graves, mas pelas virtudes, de contenção do autoristarismo”, disse.

Compartilhar