Dois jogos no mesmo dia e no mesmo lugar, um logo após o outro, cerveja com desconto para sócios e estreia de um reforço de peso. Isso poderia ser mais do que suficiente para garantir a festa de qualquer torcida mundo à fora, algo próximo de um dia perfeito. Mas a do Bahia, além de ter tudo isso à disposição, neste sábado, 7, na Arena Fonte Nova, também poderá ver, em caso de triunfos, o time principal assumir a liderança da Copa do Nordeste – precisa de uma combinação de resultados – e o de aspirantes conquistar a classificação para o mata-mata do Campeonato Baiano antecipadamente.

Pro técnico Roger Machado, essa é uma ótima oportunidade para curtir um dia inteiro de futebol na companhia da família, como ocorria nos anos 90. “Dá para se organizar para ir ao estádio com a família. Na década de 90 participei de três jogos, no final do ano. O que lembro é o número de jogadores muito alto dentro do vestiário, porque tinha que ter uma organização muito grande. Uma experiência que até hoje as pessoas lembram”, lembrou Roger.

Já Dado Cavalcanti, treinador da equipe de transição, espera casa cheia e vê a situação incomum como fator motivacional para os jovens atletas. “Quando soubemos da notícia [rodada dupla], a gente já via nos atletas aquele sorriso largo. A gente sabe que alguns torcedores não têm condição financeira de assistir dois jogos. Vai todo mundo para dois jogos no mesmo momento. Os jogadores sentiram essa condição bacana de ter um apelo popular maior. Alguns terão a primeira experiência de casa cheia”.

Time principal

Os primeiros a entrar em campo neste sábado serão os comandados de Roger Machado. Mais precisamente às 16h, o Tricolor vai enfrentar o Confiança, que está invicto e ostenta a melhor campanha no Nordestão, com 13 pontos conquistados. Por outro lado, o Bahia, que não perde há quatro jogos – três triunfos e um empate –, tem a chance de se tornar o líder do grupo A. Para isso, precisa vencer o duelo com os sergipanos e torcer para que Botafogo-PB e Fortaleza não vençam os seus respectivos confrontos.

“A ênfase é essa. O líder com 13 pontos em uma Copa do Nordeste que é muito forte. Estudando nosso adversário, a gente percebe as razões. Time solido, jogo apoiado, muito bem compactado e tem vencido confrontos difíceis. Assim que a gente vai encarar o jogo. […] Vai ser um jogo difícil”, analisou o comandante.

Para a partida, o Roger confirmou a esperada estreia do experiente meia Rodriguinho, reforço de maior destaque do clube nesta temporada. Treinando desde o dia 18 de fevereiro, o jogador só não sabe ser será titular ou se começará no banco de reservas.

“Não tenho dúvida que o Rodriguinho vai jogar. Veio com status para ser referência em nosso time, jogador experiente, grandes passagens. Vai contribuir muito com nossa equipe. Se encontra em um bom nível. Não tenho dúvida que vai estar em campo. Só não vou dizer se vai ser durante ou desde o início”.

Aspirantes

O time de transição, comandado por Dado Cavalcanti, vai encarar o vice-lanterna Doce Mel, que ainda não venceu no Baianão. Com 14 pontos e invicto, o Tricolor pode deixar praticamente encaminhada a classificação para a segunda fase do Baianão.

“Sobre a tabela e classificação, internamente não tenho tratado muito nessa esfera. Não tenho trazido para os atletas essas possibilidades. Imagino que nossa equipe vem tendo algumas dificuldades, mas tem demonstrado maturidade muito grande”.

Compartilhar