Um casal suspeito de matar um policial militar na cidade de Embu das Artes (SP), em 2018, foi preso na segunda-feira (11), no município de Saúde, a 354 quilômetros de Salvador. Rui Joaquim da Silva e Fabiana dos Santos Bianchi estavam foragidos desde 2018, quando o crime ocorreu.

De acordo com a Polícia Militar de Jacobina, que fica a cerca de 40 km de Saúde, uma denúncia anônima informou que o casal estava escondido no município. Desde então, os suspeitos passaram a ser monitorados e, quando estavam aguardando atendimento médico no Hospital Municipal de Saúde, foram presos por uma equipe da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM).

PM tinha 38 anos e chegou a ser levado para hospital, mas não resistiu — Foto: Reprodução/TV Globo

PM tinha 38 anos e chegou a ser levado para hospital, mas não resistiu — Foto: Reprodução/TV Globo

No momento da prisão, segundo a polícia, Rui Joaquim apresentou uma Carteira de Habilitação falsa. Já Fabiana apresentou um documento de identificação de uma das irmãs.

“É gratificante contribuir para a captura de foragido da justiça, sobretudo daqueles que tiraram a vida de um irmão de farda. Esta prisão foi fruto de um trabalho de inteligência da 24ª CIPM, unidade operacional composta por verdadeiros guerreiros, sempre ávidos no combate à criminalidade. Todo efetivo policial que se envolveu nesta diligência está de parabéns.” Disse o Major PM Flailton Olivera, Comandante da 24ª CIPM.

Ainda segundo a polícia, os dois suspeitos também têm mandados de prisão preventiva expedidos pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) por crimes contra o patrimônio.

Crime em 2018

PM é morto em Embu das Artes

Jailson Matos Batista foi morto por volta das 18h de 16 de outubro de 2018. Uma câmera de segurança flagrou o crime.

Nas imagens, é possível ver um homem e uma mulher passando em uma moto e parando. Assim que o PM desce do carro, um dos criminosos faz a abordagem.

O policial então reage, e um bandido atira nele. A dupla foge após o crime.

Jailson, que tinha 38 anos, levou três tiros, um deles no peito. Ele chegou a ser levado para hospital, mas não resistiu.

Compartilhar