A Câmara Municipal de Salvador recebeu, na tarde de terça-feira (9), a visita do campeão mundial de boxe, Marcelo Ferreira, o “Mestre Trovoada”. Nascido em Salvador, o peso cruzador foi recepcionado no Salão Nobre da Casa pelo vereador e presidente, Paulo Câmara (PSDB), através de intermédio do vereador Luiz Carlos Suíca (PT). 

“Já que trago tanta projeção para a Bahia, seria interessante que a Bahia me desse este retorno. Gostaria muito de levar o nome do meu estado em meu uniforme”, destaca Trovoada, enfatizando a força do esporte como meio de livrar jovens do ócio e das drogas.
“Já que trago tanta projeção para a Bahia, seria interessante que a Bahia me desse este retorno. Gostaria muito de levar o nome do meu estado em meu uniforme”, destaca Trovoada, enfatizando a força do esporte como meio de livrar jovens do ócio e das drogas.

Em busca de apoio, o pugilista e mestre de capoeira recorreu à Câmara para dar visibilidade ao seu trabalho. “Já que trago tanta projeção para a Bahia, seria interessante que a Bahia me desse este retorno. Gostaria muito de levar o nome do meu estado em meu uniforme”, destaca Trovoada, enfatizando a força do esporte como meio de livrar jovens do ócio e das drogas.

Durante a visita, Marcelo ‘Trovoada’ salientou a quantidade de talentos distribuídos pela cidade. “A Bahia é um lugar com gente de muito talento e vontade de crescer”, afirmou o pugilista, que defende o cinturão pela WBL na segunda-feira (15), a partir das 19h, no Ginásio dos Bancários, contra o boliviano Saul Farah.

O presidente Paulo Câmara enalteceu a presença do “campeão” na sede do Legislativo Municipal e a dignidade do seu trabalho ao longo da carreira. “Compete à Casa e seu poder de intervenção tentar intermediar com os órgãos executivos e viabilizar que ele continue sendo esse vencedor”, disse Paulo Câmara.

Trajetória

Há 23 anos, Marcelo ‘Trovoada’, deixava o bairro do Rio Sena, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, para buscar condições de ascensão social fora do Brasil. Sem perspectivas em sua terra natal, ‘Trovoada’ encontrou na capoeira e no pugilismo meios para conquistar seus objetivos. Como professor de capoeira, o soteropolitano percorreu Portugal, França e Japão; além de carregar em seu currículo o status de segurança particular de artistas consagrados como Mick Jagger (The Rolling Stones) e Bono Vox (U2).

Hoje, com 40 anos, o lutador de boxe traz na bagagem dois títulos baianos, dois brasileiros pelo Conselho Nacional de Boxe, dois títulos transcontinentais e dois títulos latino-hispânicos pelo Conselho Mundial de Boxe.

De origem humilde, o vereador Suíca comparou a sua trajetória a do lutador. “É uma vida como a de muitos outros garotos, sem oportunidades oferecidas pelo Estado, mas que se tornou vitoriosa por causa do boxe e da capoeira. É uma pena que ainda tenhamos tantos talentos perdidos por falta de oportunidades”, lamentou o petista.

Compartilhar