A Câmara Municipal de Salvador aprovou, na sessão de ontem (07), a criação da Frente Parlamentar Mista Ambientalista proposta pela vereadora Maria Marighella (PT). A Frente terá caráter suprapartidário e acompanhará todas as políticas que envolvam a questão ambiental na Região Metropolitana da capital baiana.

A criação da Frente surge das demandas da sociedade civil em torno das principais pautas de preservação do meio ambiente de Salvador. Por ser uma Frente Parlamentar Mista, será composta por membros do parlamento, de diversos partidos, e da sociedade.

“A Frente tem como meta colocar na centralidade do debate público da nossa cidade, em articulação regional e nacional com outras frentes, a discussão sobre um outro modelo de desenvolvimento que tenha como horizonte o bem estar da população”, explicou a vice-líder do PT na Câmara Municipal.

“Defendemos uma Salvador que reconheça a memória de suas águas, fontes, mares e rios, que preserve suas áreas verdes, parques, matas e florestas, uma Salvador que seja abundante e garanta alimento de qualidade e bem-estar para todas as pessoas, uma cidade que entenda que a cultura deve estar no centro da discussão ambiental e do seu modelo de desenvolvimento”, concluiu.

Temas de atuação da Frente 

Entre os temas previstos para atuação da Frente estão a defesa das áreas de proteção cultural e paisagística e de recursos naturais; defesa dos territórios tradicionais de Salvador e das comunidades quilombolas e comunidades tradicionais, dentre outras, àquelas vinculadas à pesca e mariscagem; a gestão dos recursos hídricos; os impactos dos agrotóxicos na cidade; as políticas voltadas à soberania e segurança alimentar e à agroecologia; e o acompanhamento da elaboração do Plano de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas (PMAMC) e do Plano Municipal da Mata Atlântica, atuando pela participação popular ampla.

Compartilhar