Nesta quarta-feira (25), duas cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS) – Camaçari e Lauro de Freitas -, amanheceram sem campanha de vacinação contra o H1N1 e H3N2 por falta de doses.

Em Lauro de Freitas, a Prefeitura informou que 13,6 mil pessoas já foram vacinadas nos dois primeiros dias da campanha e que a alta procura fez com que as doses esgotassem.

Já em Camaçari, segundo o secretário de saúde Elias Natan, as 12 mil doses foram esgotadas ainda no início da manhã da terça-feira (24).

“Nossa previsão de receber o próximo lote é na quinta-feira (26), quando iniciaremos a distribuição entre os postos e retornaremos a campanha na sexta (27)”, disse.  

Por outro lado, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), responsável por passar para os municípios as doses das vacinas enviadas pelo Governo Federal, informou que o segundo lote já chegou no estado e foi distribuído para as cidades: “Ainda ontem chegou a segunda remessa de vacinas, que é adquirida pelo Ministério da Saúde, e foi distribuída”.

A Prefeitura de Lauro de Freitas não informou a data provável que a cidade receberá as doses e retornará a campanha. Em ambas as cidades, assim como todo o país, o grupo prioritário que é alvo da campanha continua sendo os idosos acima de 60 anos e os profissionais de saúde.

Professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos portadores de doenças crônicas e outras clínicas especiais, poderão se vacinar contra o vírus Influenza a partir do dia 16 de abril.

Já a partir do dia 9 de maio, Dia D de Vacinação, serão vacinadas crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha seguirá até o dia 23 de maio.

Compartilhar