O Vitória será turista na partida deste domingo (2), no Allianz Parque, às 16h (horário da Bahia), quando o Palmeiras vai receber da CBF a taça de campeão brasileiro de 2018. O duelo é válido pela última rodada da competição.

O rubro-negro já está rebaixado desde o último domingo (25), quando empatou com o Grêmio em 0x0 no Barradão e foi prejudicado pelos demais resultados da 37ª rodada. Como motivação, só estragar a festa do Verdão.

Já em clima de fim de temporada, o Vitória liberou na última terça-feira (27) sete jogadores para as férias. São eles o zagueiro Aderllan, o lateral direito Lucas, o lateral esquerdo Bryan, o volante Arouca, o meia Rhayner e os atacantes André Lima e Wallyson.

Quem também está de despedida do time profissional é o próprio Burse. Ele já foi avisado pela direção que retornará ao comando do time sub-23 depois desta partida.

“Estou sempre à disposição do clube, sempre disposto a ajudar. Em breve, o Vitória terá um novo técnico e nós voltaremos para o sub-23. Quero fazer um bom trabalho na integração da base com o profissional”, disse o comandante interino.

Burse está como interino há cinco jogos, desde que Paulo Cézar Carpegiani foi demitido, após o empate em 1×1 com o Paraná fora de casa, pela 32ª rodada. Apesar de não ter salvo o Vitória do rebaixamento, o treinador se diz feliz pelo trabalho realizado.

“Foi me dada essa missão de em seis jogos tirar o clube de onde eu encontrei, na zona de rebaixamento. Sem tempo para treinar, tivemos jogos atrás de jogos. Ao meu ver, fizemos boas atuações contra Bahia (2×2) e Sport (0x0). Depois oscilamos contra o Atlético-PR (derrota por 2×1) e voltamos a fazer bom jogo contra o Grêmio (0x0). Nos esforçamos muito para tirar o clube dessa situação”, completou.

Compartilhar