Nesta segunda-feira, 6, o PT de Salvador vai se reunir com pré-candidatos ao Executivo soteropolitano para tentar enxugar a lista de pretendentes. Atualmente, após duas desistências, o partido ainda possui os seguintes pré-candidatos: Robinson Almeida, Vilma Reis, Moisés Rocha, Fabya Reis, Juca Ferreira e Nelson Pelegrino.

O presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, afirma que a agremiação possui bons nomes, mas precisa afunilar. “A gente espera chegar na Festa do Bonfim (Dia 16) com essa definição”, disse.

O dirigente petista também ironizou a postulação de Bruno Reis (DEM), vice-prefeito de Salvador e principal nome do grupo do prefeito ACM Neto (DEM) para o pleito deste ano. “Nós vamos para a eleição com tranquilidade, porque quem está em campanha há três anos é Bruno Reis. Bruno Reis tem a obrigação de ganhar essa eleição”, brincou.

“Temos um conjunto de quadro preparado para disputar a prefeitura. Vamos trabalhar para afunilar o nome e em março ou abril, sentaremos com os partidos aliados para defintir a tática”, explicou Valadares.

O presidente também defendeu mais de uma candidatura do grupo aliado ao governador Rui Costa (PT) na eleição em Salvador. “Penso que cabe uma candidatura mais do núcleo de centro esquerda e de esquerda em Salvador, além de mais uma candidatura de centro, mais conservadora, que dialogue com segmentos médios da sociedade. Não vejo problema, porque, dificilmente, no primeiro turno, a gente consegue ter uma candidatura que dialogue com todos os setores da sociedade”, ponderou.

 

Compartilhar