O prefeito Bruno Reis anunciou novas medidas para complementar o novo toque de recolher determinado pelo governador Rui Costa, nesta segunda-feira (22). Em Salvador, as praias voltarão a ser fechadas por ao menos sete dias.

O fechamento será a partir da quarta-feira (24), para que barraqueiros e vendedores possam se organizar. Clubes sociais também voltarão a ser fechados na quarta.

Já a partir de terça-feira (23), todos os campos e quadras da cidade serão fechados e a prefeitura vai retirar a iluminação desses locais. Assim como as praias, as medidas também serão válidas por sete dias, e podem ser prorrogadas.

“Essas medidas não descartam que outras medidas mais necessárias sejam aplicadas nessa semana. Nem eu e nem o governador, hesitaremos em fechar tudo e desativar a segunda fase e primeira fase, se houve risco de colapso. O risco existe e está aí”, disse o prefeito Bruno Reis.

‘Praticamente 100% de ocupação dos leitos de UTI’

O prefeito também chamou a atenção para a elevação no número de casos e internações em Salvador. Na sexta-feira (19), 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foram abertos na tenda de apoio à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de Valéria. Esses leitos já foram ocupados.

“Aqueles 10 leitos que abrimos sexta-feira em Valéria já estão todos ocupados. Com eles, restabelecemos um número de leitos de UTI que nós tínhamos anteriormente em Salvador. Dia 10 de fevereiro, a realidade de Salvador era completamente diferente dessa realidade de hoje. Em onze dias, os números cresceram de forma expressiva. Ontem [domingo, 21], Salvador tinha 80% de ocupação dos leitos de UTI”.

“Quando nós regularmos todos os pacientes que estão nas UPAs, que estão nos gripários, nós vamos chegar a praticamente 100% de ocupação dos leitos de UTI”.

Bruno Reis disse ainda que 24 unidades de saúde, onde funcionam consultórios odontológicos, terão atendimentos suspensos e serão convertidas em leitos para tratamento do coronavírus.

“Esses atendimentos estão suspensos, nós não vamos fazer atendimento bucal e vamos transformar estas salas em espaços que irão funcionar com leitos de enfermaria. No total, nessas 24 unidades, poderemos atender 75 pessoas”.

O prefeito voltou a falar sobre o Hospital Salvador. A prefeitura está assumindo a unidade, que será exclusiva para o combate à pandemia, como um hospital de campanha. O hospital já tem 20 leitos de UTI e 40 leitos clínicos em funcionamento e outros 20 de UTI e 80 de enfermaria serão abertos.

As novas medidas foram divulgadas durante uma coletiva de imprensa para a nomeação dos candidatos aprovados no concurso da prefeitura. Segundo o prefeito, essa foi a última coletiva presencial desse período de pandemia, e as próximas serão feitas virtualmente.

Compartilhar