O prefeito ACM Neto afirmou em coletiva virtual nesta segunda-feira (15) que analisa com sua equipe retomar medidas restritivas em bairros que já sofreram as intervenções. O motivo é a volta do crescimento dos casos de covid-19 e relaxamento do isolamento social depois da saída da prefeitura. Os bairros que podem ter novamente as medidas não foram anunciados, mas novidades devem ser informadas amanhã, em nova coletiva.

“Já estivemos em todas as principais localidades que possuem um número mais elevado de pessoas contaminadas nos dados que apresentamos hoje. E, para evitar uma pressão ainda mais sobre os leitos de UTI e também para reforçar o isolamento social, podemos retornar a alguns”, disse ACM Neto.

A ordem dos bairros com mais contaminados pela covid-19 em Salvador é liderada por Brotas, Pituba e Pernambués. Seguem Fazenda Grande do Retiro, Liberdade, São Marcos, Itapuã, Cabula, Beiru/Tancredo Neves, Periperi, Paripe, Uruguai, Federação, Cosme de Farias, São Caetano, Plataforma, Lobato, Sussuarana, Imbuí e Boca do Rio. Com exceção da Federação e Imbuí, todos já passaram pelas medidas restritivas.

A coletiva foi marcada para amanhã porque vence nesta data a validade das medidas de restrição em Beiru/Tancredo Neves, Fazenda Grande do Retiro, Paripe, Itapuã e São Caetano. Em Periperi, Sussuarana e Nova Sussuarana as determinações vão até esta quarta (17) e, em São Marcos, até sexta-feira (19). Todos esses integram a relação dos 20 bairros com maior índice de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus.

Medidas
Com o objetivo de conter a disseminação do coronavírus em bairros onde a doença tem apresentado números elevados, desde o mês passado a prefeitura tem adotado medidas regionalizadas contra o coronavírus. As ações setorializadas contribuíram para a redução dos números da covid-19 na cidade. Até ontem (14), por exemplo, a capital baiana registrou 19.860 casos da doença, contra os 28.970 previstos há 15 dias para o mesmo período.

As ações de isolamento mais rígidas já foram implantadas em 22 bairros e duram períodos que podem ultrapassar uma semana, a depender da adesão de cada comunidade e da redução dos números de casos. Atualmente, oito regiões da capital baiana estão no regime de isolamento mais rígido.

Regras
Em todos os locais com ações de isolamento mais rígidas, os comércios formal e informal devem permanecer fechados, independentemente do tamanho da área. A exceção acontece apenas com as atividades essenciais, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde.

Além disso, os bairros recebem ações de proteção à vida que consistem na distribuição de cestas básicas para trabalhadores informais e entidades sociais que atuam na região, e de máscaras de proteção para a comunidade. Também são ofertados testes rápidos para detecção do coronavírus, medição de temperatura, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e Cras Itinerante.

Balanço
Ontem (14), a operação coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) para verificar o cumprimento das medidas restritivas nos bairros realizou 1.421 vistorias e 17 interdições nas nove localidades com medidas regionalizadas. A iniciativa conta com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar.

Em Itapuã foram 275 vistorias e sete interdições. Em São Caetano ocorreram 98 vistorias e três interdições. No bairro de Fazenda Grande do Retiro, a fiscalização realizou 93 vistorias e uma interdição.

Em Beiru/Tancredo Neves, foram realizadas 102 vistorias e duas interdições; em Periperi, 104 vistorias e três interdições foram efetuadas;  e em Sussuarana, ocorreram 352 vistorias e uma interdição. Por fim, a força-tarefa fez vistorias em Nova Sussuarana (222), em São Marcos (145) e Paripe (30), sem registros de interdições nessas três localidades.

Compartilhar