O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (21) que vai fazer uma “pequena mudança ministerial” na segunda (26). Em entrevista à rádio Joven Pan de Itapetininga, ele afirmou que a alteração será importante para “continuar administrando o país”.

“Estamos trabalhando, inclusive, uma pequena mudança ministerial, que deve ocorrer na segunda-feira, para ser mais preciso, e para a gente continuar aqui administrando o Brasil. Temos uma enorme responsabilidade, sabia que o trabalho não ia ser fácil, mas realmente é muito difícil. Não recomendo essa cadeira para os meus amigos”, disse.

Segundo a jornalista Natuza Nery, o presidente estuda a possibilidade de recriar o Ministério do Trabalho e Previdência para colocar no comando Onyx Lorenzoni, atualmente na Secretaria-Geral do governo.

Ela também informou que Bolsonaro pensa em mudar o comando da Casa Civil para dar espaço ao senador Ciro Nogueira (PP-PI). Assim, a saída de Lorenzoni abriria uma vaga para Luiz Eduardo Ramos, hoje na Casa Civil.

A alteração deixaria o Centrão no comando de uma das pastas mais importantes do governo.

A ideia é melhorar a posição de Bolsonaro no Congresso, em meio a crises e denúncias relacionadas à compra de vacinas. Os conselhos são para que o presidente coloque alguém da política na Casa Civil.

Contudo, o general da reserva Luiz Eduardo Ramos é amigo de longa data de Bolsonaro e ele não gostaria de fazer a mudança sem dar outro cargo para ele.

Compartilhar