O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, defendeu nesta quinta-feira a ampliação do Campeonato Brasileiro. O dirigente argumenta que a competição nacional pode ocupar nove meses do calendário, enquanto os estaduais seriam disputados por jovens e jogadores com pouco espaço no time principal.

De acordo com Bellintani, a rescisão por parte da Globo do contrato de transmissão do Campeonato Carioca pode provocar mudanças mais profundas no calendário do futebol nacional.

– Futebol brasileiro passa por impressionante oportunidade de mudança. Direitos do mandante, streaming, calendário ameaçado, contratos cancelados, coronavírus, PIB negativo. (…) A chance é única. Não é razoável que os clubes mantenham zumbis esportivos e comerciais em nome de um dinheirinho de curto prazo. Talvez nós, clubes, tenhamos que agradecer à Globo mais adiante por fazer esse movimento. Cultuar zumbis esportivos é sermos zumbis esportivos. Com calendário 2020 invadindo 2021, é o momento de transformarmos os estaduais em competições de acesso para os clubes pequenos e de revelação de atletas para médios/grandes.

O presidente do Bahia emitiu sua opinião em série de posts no Twitter. Ele acredita que a ampliação do Brasileirão é fundamental para internacionalizar as marcas dos clubes do país.

Compartilhar