Por Equipe InfoMoney

O Banco Central deve aprovar o WhatsApp Pay no Brasil, serviço que permitirá a realização de pagamentos por meio da rede social de mensagens, que pertence ao Facebook.

Segundo informações da Bloomberg, Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, disse que o recurso “será aprovado” durante participação no fórum Bloomberg Emerging + Frontier, nesta quarta-feira (02).

O presidente do BC afirmou que, inicialmente, a autoridade considerou a proposta do Facebook grande demais para ser acelerada.

“Foi um arranjo grande, com mais de 100 milhões de pessoas, então poderia influenciar o mercado. Pedimos a eles que seguissem a trilha normal de autorização como qualquer outro acordo”, afirmou à agência de notícias. “A principal preocupação que tínhamos era se isso iria promover a competição e proteger os dados das pessoas”, completou.

De acordo com a Bloomberg, o Facebook estaria buscando a liberação da parceria com a MasterCard e a Cielo, mesmo enquanto o BC discute alternativas com outros participantes.

Campos Neto disse ainda que conversou com a Alphabet sobre como disponibilizar o Google Pay no Brasil e também com o CEO do Paypal, Daniel Schulman.

Questionado se o WeChat – rede social chinesa e aplicativo de pagamento da Tencent – também poderia tentar entrar no país, ele disse que mesmo que todas as empresas sejam bem-vindas, o BC vai olhar para a “fragmentação do mercado”, porque quando “há aglomerados independentes, eles não estão conectados e torna-se muito difícil para o Banco Central monitorar”.

A notícia chega pouco mais de dois meses após a proibição do lançamento da função de pagamento do aplicativo de conversas.

O BC suspendeu o serviço que acabara de ser anunciado no fim de junho. Depois, no início de agosto, a entidade monetária divulgou uma nota liberando os testes, desde que não fossem executadas operações reais com usuários.

Compartilhar