Uma baleia encalhou na manhã desta sexta-feira (22) no terminal do ferry-boat  de São Joaquim, em Salvador. A Internacional Travessias Salvador, que administra o ferry, informou que acionou o órgão Instituto Baleia Jubarte, para que fosse enviada uma equipe de resgate. A área foi isolada.

A baleia ficou em local que não fazia contato com as embarcações em trânsito. O sistema continuou em operação.  A baleia está ferida e por volta das 9h35 ela começou a se movimentar e saiu da área do terminal.

A bióloga marinha Luciana Leite afirma que com o aumento da população de baleias, eventos de encalhe serão cada vez mais comuns e que é pequena a possibilidade de sobrevivência. “O resgate é muito difícil porque são toneladas que precisam ser deslocadas e não temos material necessário para auxiliar. Muitas vezes dependemos de barcos de pescadores que voluntariamente ajudam no resgate, rebocando o animal. Mesmo nos casos em que o resgate é impossível, há uma preocupação em manter o bem estar animal e diminuir o nível de estresse até que o ele venha a óbito naturalmente”, explica.

Compartilhar