A Bahia registrou sete novos casos de coronavírus, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado no início da noite deste sábado (18). O número total de infectados é de 1,2 mil pessoas, com 41 mortes.

Segundo a Sesab, os números de casos contabilizam todos os registros de janeiro até as 17h deste sábado. Pela manhã, a pasta já tinha antecipado alguns dados deste sábado, com 1193 pessoas e contaminadas pelo Covid-19.

Já no período da noite, a Sesab informou sobre as 40ª e 41ª mortes de pacientes que estavam com coronavírus. Uma foi de uma mulher de 82 anos, residente no município de Gongogi, com histórico de hipertensão e diabetes.

Ela estava internada em um hospital filantrópico de Itabuna, teve os primeiros sintomas no dia 13, foi a óbito na mesma data e teve contato com o primeiro caso de Covid-19 confirmado no município. O resultado o exame laboratorial para Covid-19 foi confirmado neste sábado.

A outra morte foi de um homem de 53 anos, residente em Salvador, sem histórico de comorbidades. Ele estava internado em um hospital privado desde o último dia 7, teve os primeiros sintomas no dia 24 de março, duas semanas antes da internação, e foi a óbito no dia 14, depois de evoluir com febre por 10 dias.

Das 41 mortes, 20 ocorreram em Salvador. As outras 21 estão distribuídas entre Lauro de Freitas (5), Gongogi (2), Itapetinga (1), Utinga (1), Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (2), Ilhéus (2), Belmonte (1), Vitória da Conquista (1), Feira de Santana (1), e Itapé (1), Juazeiro (1).

Higienização em ambientes públicos é uma das medidas para conter o coronavírus — Foto: Divulgação/Internacional Travessias

Higienização em ambientes públicos é uma das medidas para conter o coronavírus — Foto: Divulgação/Internacional Travessias

A secretaria detalha que 304 pessoas estão recuperadas e 148 seguem internadas, sendo 52 em UTI. Os dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados estão distribuídos em 91 municípios do estado, com maior proporção em Salvador, com 759 casos (63,25%).

Conforme registrado no boletim, quatro cidades entraram na lista de municípios com pacientes infectados pela Covid-19: Castro Alves (1), Coração de Maria (1), Guanambi (1) e Mirante (1).

Os 91 municípios que agora registram casos são: Abaíra (1), Adustina (1), Aiquara (1), Alagoinhas (5), Amélia Rodrigues (1), Araci (1), Aurelino Leal (1), Barra (2), Barra do Choça (1), Barra do Rocha (3), Barreiras (1), Belmonte (2), Brumado (8), Buerarema (1), Cachoeira (1), Camacan (1), Camaçari (22), Campo Formoso (1), Canarana (1), Canavieiras (3), Candeias (1), Cansanção (1), Capim Grosso (1),Castro Alves (1), Catu (4), Coaraci (2), Conceição do Coité (2), Conceição do Jacuípe (1), Conde (1), Coração de Maria (1), Curaçá (1), Dias D’Ávila (1), Euclides da Cunha (1), Eunápolis (4), Feira de Santana (54), Floresta Azul (1), Gandu (1), Gongogi (3), Guanambi (1), Ibirataia (4), Ibotirama (1), Ilhéus (60), Ipiaú (15), Irecê (1 – local de infecção é investigado), Itabuna (32), Itagi (1), Itagibá (4), Itajuípe (6), Itamaraju (1), Itapé (1), Itapebi (5), Itapetinga (5), Itarantim (1), Itatim (1), Itororó (4), Ituberá (1), Jaguaquara (3), Jequié (11), Juazeiro (5), Lauro de Freitas (28), Luís Eduardo Magalhães (2), Medeiros Neto (1), Mirante (1), Nova Soure (1), Palmeiras (1), Paramirim (1), Piripá (1), Pojuca (1), Porto Seguro (13), Prado (4), Rio do Pires (2), Salvador (759), Santa Cruz Cabrália (6), Santa Luzia (1), Santa Maria da Vitória (1), Santa Teresinha (1 e 1 confirmado clínico epidemiológico), São Domingos (1), São Francisco do Conde (2), Serra do Ramalho (1), Serrinha (4), Simões Filho (5), Taperoá (2), Teixeira de Freitas (7), Ubatã (4), Una (1), Uruçuca (12), Utinga (1), Valença (2), Valente (1), Vera Cruz (1) e Vitória da Conquista (19).

Quanto ao sexo dos casos confirmados, 57,25% foram do sexo feminino. A mediana de idade foi 39 anos, variando de 4 dias a 97 anos.

De acordo com a Sesab, a faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 29,38% do total. O coeficiente de incidência foi maior na faixa etária de 80 anos e mais, indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa, seguida de 30 a 39 anos.

Compartilhar