Em 14 de julho, o Ministério da Defesa da Rússia recebeu seu primeiro avião marítimo anfíbio Be-200ChS. A cerimônia de entrega da aeronave desenvolvida pela fábrica de aeronaves de Taganrog ocorreu no território do 859º Centro de Treinamento e Desenvolvimento de Pessoal de Combate da Aviação da Marinha Russa.

De acordo com o portal AviaPressPhoto, o novo hidroavião recebeu o nome do piloto Aleksandr Mámkin, que, em 1944, evacuou cerca de 200 órfãos e professores do orfanato N° 1, em Pólotsk, atual Bielorússia, então sob ocupação alemã.

A aviação da Marinha russa deve receber um total de três hidroaviões de resgate Be-200ChS, capazes de extinguir incêndios de grandes proporções.

Com uma tripulação de duas pessoas, a aeronave anfíbia pode transportar até 43 pessoas. A velocidade máxima do hidroavião é de 700 km/h. Ele pode voar a uma altitude de 7 quilômetros.

O alcance prático do avião é de 3.100 km e o teto do voo, de 8.100 metros.

Compartilhar