Autoridades baianas lamentaram a morte do médico e cientista Elsimar Coutinho nesta segunda-feira, 17. Elsimar estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e morreu após apresentar um quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave, em decorrência da Covid-19.

Em nota, o governador Rui Costa (PT)  lamentou a morte do médico baiano e destacou o trabalho pioneiro de pesquisa de Elsimar na área da reprodução humana. O governador decretou luto oficial por conta da morte.

“O Brasil perdeu hoje um dos seus grandes cientistas. Uma das principais referências em reprodução humana do país, Elsimar Coutinho foi antes de tudo um homem inquieto, dedicado ao seu trabalho como médico e pesquisador, levando o nome da Bahia para todo o mundo. Para os pacientes, é a perda de um profissional brilhante e, para família e amigos, a dor da partida de um de um ente querido.  Que Deus os conforte nesse momento tão triste para todos nós. Siga em paz, dr. Elsimar!”, escreveu o governador.

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), também se manifestou. “A Bahia e Brasil perdem um patrimônio, uma inteligência rara, com essa triste partida do professor Elsimar Coutinho, cuja contribuição para a medicina e para a ciência é reconhecida em todo o planeta”, disse Neto.

“Perdemos um dos grandes nomes da nossa história, uma pessoa que não tinha nenhuma vaidade e que veio ao mundo para servir. Sua dedicação à humanidade o fez publicar centenas de trabalhos científicos em revistas reconhecidas pela comunidade médica internacional”, acrescentou o prefeito.

ACM Neto também lembrou da amizade do cientista com a família Magalhães, especialmente com o seu avô Antonio Carlos Magalhães. “Que Deus possa confortar a todos os seus familiares e amigos”, concluiu o prefeito ACM Neto.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Nelson Leal, disse que a morte de Elsimar Coutinho deixa a Ciência e a Medicina mais pobres. “Não é somente uma perda para a Bahia, mas para a Ciência e a Medicina de todo o mundo, porque o Dr. Elsimar Coutinho era uma das grandes sumidades internacionais em fertilidade feminina e reprodução humana. Também gostaria de ressaltar a simpatia e a gentileza constantes dele, características marcantes da personalidade deste baiano genial”, lamentou Nelson Leal.

O chefe do Legislativo da Bahia está encaminhando Moção de Pesar à Mesa Diretora da ALBA pelo passamento do cientista baiano.

A deputada federal, e presidente do PSB na Bahia, Lídice da Mata emitiu nota na tarde desta segunda-feira. “A comunidade científica da Bahia perde hoje um nome importante. Elsimar Coutinho morre aos 90 anos e deixa um destacado legado na área da reprodução humana. Meus sentimentos a todos os familiares do médico, que é mais uma vítima da COVID 19”, afirmou ela.

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), também emitiu u,ma jota de pesar. “A Bahia perde um de seus mais renomados e importantes cientistas, conhecido internacionalmente por diversas obras, publicações e teses na área da medicina. Fica uma lacuna difícil de ser preenchida pelo ser humano que foi para os amigos e para a família e pelo profissional que levou o nome da Bahia para os quatro cantos do mundo”, lamentou Geraldo.

Compartilhar