Por Camaçari Notícias

A Prefeitura de Camaçari promoveu um ato solene, na manhã desta segunda-feira, feriado de 7 de setembro, para celebrar a Independência do Brasil. Uma cerimônia singela, realizada no Centro Administrativo de Camaçari, substituiu os tradicionais desfiles cívicos que, todos os anos, reúne os cidadãos camaçarienses nos bairros da Gleba E e de Parafuso. Este formato atípico, menos festivo e igualmente patriótico, foi adotado para garantir a segurança da população diante da pandemia pelo novo coronavírus.

O evento contou com a presença dos principais representantes dos poderes Executivo e Legislativo do município, do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e do Tiro de Guerra 06-026. Por volta das 7h, no paço municipal, o prefeito Elinaldo Araújo hasteou a bandeira do Brasil, ao som do hino nacional, margeado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Curvêlo, e do tenente-coronel Gabriel Neto, comandante do 12º BPM, que alçaram, respectiva e simultaneamente, as bandeiras de Camaçari e da Bahia.

O gestor municipal, acompanhado da primeira-dama Ivana Paula, destacou que não poderia deixar celebrar os 198 anos de independência do país, mesmo diante da impossibilidade de fazê-lo na companhia da população. “Este ano, a pandemia nos impediu de festejar essa data como de costume, com aquela alegria das pessoas nos desfiles cívicos. Mas estamos aqui neste ato simbólico demonstrando o nosso orgulho por esta conquista histórica e, ao mesmo tempo, celebrando a esperança de dias melhores”, declarou.

O tenente-coronel Gabriel Neto comentou a importância do evento. “Participar deste ato é sempre uma honra. Não podemos deixar de lado os nossos valores nacionais, a nossa ideia de nação, a nossa representatividade”, afirmou.

Também se fizeram presentes, o vice-prefeito José Tude e o secretário do Desenvolvimento Econômico, Waldy Freitas, dentre outras personalidades públicas e autoridades militares.

Compartilhar