O Ano de 2021 será o ano do Resgate Cultural e Atuação Estratégica

A guerra cultural está a todo vapor. Isso é inegável e os efeitos dessa guerra estão sendo sentidos na eleição dos EUA e na forma como o mundo ocidental está enfrentando a fraudemia. Todas as atrocidades que estamos assistindo e toda corrupção que está se manifestando atualmente é fruto da corrupção moral e tibieza espiritual das elites e das massas em virtude da hegemonia do marxismo cultural em nossa sociedade.

A lei da física é clara, para toda ação existe uma reação de força proporcionalmente oposta e isso significa que a onda conservadora vai crescer, ainda mais, para equilibrar as relações de forças e poder no mundo atual. Com o despertar para a guerra das guerras, o homem real, o cidadão comum compreendeu a necessidade de lutar para ocupar espaços, seja em sua comunidade, seja no mundo dos negócios, seja na cultura, seja na política. O conservadores hoje representam a resistência pelo mundo livre, o último obstáculo a tirania global e precisam realizar algumas ações em 2021!

Ação 1: Resgate do heroísmo.

Como toda história do bem contra o mal, nessa guerra, o surgimento de heróis se fará necessário. Infelizmente, a era dos heróis acabou e esse é o primeiro resgate que devemos fazer: permitir o surgimento de novos heróis!

Novas lideranças precisam surgir, de modo a ocupar os espaços da elite corrupta que não quer servir o povo, mas subjugar o povo para que o sirva. Esses novos heróis precisam resgatar a virtude do autossacrifício e entender que a missão histórica da sua vida é salvar milhares de outras vidas. A missão histórica da nossa geração é derrotar os inimigos da civilização na guerra cultural e deixar como legado a sistemática de formação de novos heróis para o futuro.

Ação 2: Inteligência Estratégica.

O líder se faz no grupo, sem a existência do grupo não existe liderança. As brigas internas dentro do movimento conservador precisa dar espaço para formação de lideranças e debates precisam se desenvolver para legitimar tais líderes. Sem ser conhecido e reconhecido, as lideranças não terão força para tirar esquerdistas do poder nas eleições de 2022. Para isso, é preciso estratégia!

Desenvolver ações de inteligência para mapear o jogo político e direcionar lideranças conservadoras para competir votos com esquerdistas é o ÚNICO caminho para vitória. Se as lideranças conservadoras continuarem brigando entre si para ver quem vai ganhar, ocuparemos 1 cadeira enquanto a esquerda ocupará 30x mais. É preciso Inteligência e Estratégia! É preciso ação coordenada e alianças.

Ação 3: União de Movimentos para eleger representantes.

União dos diferentes tipos de movimentos sociais para lançar candidatos com chances reais de serem eleitos. Cada movimento precisa sacrificar seus interesses de curto prazo para ajudar o governo Bolsonaro.

É verdade que todo movimento social tem interesse em eleger seus candidatos, mas se todos desejarem e seguirem por esse mesmo caminho, a pulverização dos votos poderá inviabilizar a eleição de representantes conservadores nas assembleias legislativas, câmara e senado.

É preciso Inteligência e Estratégia para olhar o longo prazo e abrir mão do curto prazo. Como diz o ditado, “a união faz a força”.

Ação 4: Realizar eventos de pautas conservadoras

Um evento tem o poder de atrair pessoas que possuem gostos e valores semelhantes. Quanto mais eventos forem realizados, mais pessoas se aproximarão dos movimentos conservadores e das lideranças conservadoras.

É preciso cadastrar! Todos aqueles que forem aos eventos precisam ser cadastrados e um canal de comunicação permanente deve ser estabelecido com esse participante. É preciso gestão de leads, CRM e preparar esses indivíduos para se tornarem futuros eleitores e, quem sabe, militantes.

Ação 5: Realizar ações simbólicas.

Um dos erros dos conservadores é esquecer do uso da linguagem na guerra cultural. E dentro desse contexto, o simbolismo é fundamental para “conquistar corações e mentes”.

Realizar ações pequenas, mas que carreguem forte simbolismo e atraia simpatizantes e voluntários é uma grande sacada para construir e engajar militância. Olhar para nossa Tradição e encontrar caminhos de vivencia-la, seja de forma individual ou coletiva, é agir com sabedoria para dar a tacada certa!

Se o movimento conservador conseguir realizar essas 5 ações para o ano de 2021, certamente entraremos em 2022 com fortes chances de formar o maior governo conservador da história do Brasil!

Gervazio Lopes é comentarista da Brado Rádio

#VamosPraCima

Compartilhar