Cafés com mesas nas calçadas são predominantes em várias cidades globais, de Roma a Miami. Em Nova York, nem tanto.

Mas a paisagem da Big Apple pode mudar em resposta aos efeitos do coronavírus no setor de restaurantes. Na semana passada, Polly Trottenberg, comissária do Departamento de Transportes de Nova York, anunciou que um grupo de interagências analisa como a cidade poderia acelerar o processo de autorizações para permitir refeições ao ar livre em restaurantes, dando-lhes espaço adicional para praticar o distanciamento social.

Em resposta, o famoso arquiteto David Rockwell criou um modelo para refeições ao ar livre que tornou público para que estabelecimentos o utilizem se receberem permissão. Restaurantes que gostariam de usar o modelo podem entrar em contato com sua equipe pelo site da empresa. Rockwell – que projetou desde shows da Broadway até o KAOS Nightclub em Las Vegas – é especialmente conhecido por seu trabalho em restaurantes como Avra Madison e Catch Steak, em Nova York.

Projeto do arquiteto David Rockwell  - Reprodução

Projeto do arquiteto David Rockwell

Imagem: Reprodução

Rockwell acredita que a pandemia oferece oportunidade para adotar um modelo ao ar livre que possa ser recriado por muitos lugares diferentes, dependendo do tipo de calçadas e ruas. Os planos, com base em um módulo parecido com um kit, levam em consideração o espaço de distanciamento social entre as mesas, bem como importantes estações de higiene.

“Temos explorado projetos adaptáveis e portáteis que estendem o espaço interno para as calçadas e além”, diz Rockwell. “Fomos inspirados por trabalhos em todo o país e no mundo. Principalmente, tentamos utilizar designs e materiais que possam ser adaptados para refletir a diversidade das paisagens urbanas da cidade.”

Entre os restauradores, Rockwell trabalha com Melba Wilson, presidente da NYC Hospitality Alliance e chef e proprietária do Melba’s, no Harlem. “Operadores de restaurantes de toda a cidade estão nervosos sobre como podemos voltar a funcionar protegendo a saúde e a segurança de nossos clientes e funcionários”, diz Melba. “Nossas pequenas empresas são âncoras em seus respectivos bairros e são elos importantes na economia da cidade.”

Compartilhar