Após negociação, os rodoviários de Salvador e representantes da Concessionária Salvador Norte (CSN) assinaram, na madrugada desta sexta-feira (14) a minuta do acordo para pagamento dos direitos trabalhistas dos profissionais da empresa.

Em 27 de março, a prefeitura de Salvador rescindiu o contrato com a CSN e, com isso, cerca de 4,5 mil rodoviários da empresa foram demitidos.

Este acordo era a principal reivindicação da categoria, que realizou protestos e paralisações ao longo das ultimas semanas, reivindicando esses direitos.

Daniela Mota comemorou a assinatura da minuta do acordo — Foto: Reprodução/TV Bahia

Daniela Mota comemorou a assinatura da minuta do acordo — Foto: Reprodução/TV Bahia

Um dos diretores do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Daniel Mota, comemorou o acordo.

“Graças a Deus hoje nasceu o tão sonhado acordo, que há mais de 40 dias os trabalhadores vêm seguindo. São 4,5 mil pais de familia que estavam aguardando. Ontem, por volta de 0h30, foi assinado o aocrdo, após um dia cansativo de negociação”, falou.

Ele ainda destacou que a minuta será encaminhada ao Ministério Público e à Justiça do Trabalho, para ser apreciado e homolgado. “Acreditamos que em 10 dias, no mais tardar [a minuta seja homologada]”, disse.

Em vídeo, Prefeito Bruno Reis comentou sobre a assinatura do acordo — Foto: Reprodução/TV Bahia

Em vídeo, Prefeito Bruno Reis comentou sobre a assinatura do acordo — Foto: Reprodução/TV Bahia

Através de um vídeo gravado durante assinatura da minuta, o prefeito Bruno Reis e o presidente do sindicato dos rodoviários, Hélio Ferreira, comentaram o acordo.

“Depois de três dias de negociação nessa mesa, onde a prefeitura participa como interveniente, conseguimos mediar uma acordo que está sendo assinado neste momento, entre o sindicato dos rodoviários e a empresa CSN, para indenizar os diretos trabalhistas de mais de 4 mil rodoviários. A partir de agora, vamos dar entrada na Justiça do Trabalho, vamos pedir celeridade, para que de imediato a gente possa fazer o pagamento desse crédito paras as indenizações trabalhista de vocês, empregados da CSN”, falou Bruno Reis.

“Conseguimos uma grande vitória de uma empresa falida, e tenho certeza que esse é o maior acordo do Brasil. Quero a gradecer a todos pelo empenho: o prefeito, a CSN, a diretoria do sindicato, a procuradoria do município, MP, jurídico, Justiça do Trabalho, todos os atores envolvidos. E agradecer à categoria que lutou, e juntos conseguimos fazer esse bom acordo para todos os trabalhadores”, falou Hélio Ferreira.

Compartilhar