Você talvez não saiba, mas a Amazon lançou um game em maio deste ano. Ele se chamava Crucible, era gratuito e estava disponível na maior plataforma de games do mundo, o Steam. A máxima “fail fast” resume o que aconteceu com o game: no fim de junho, ele foi retirado das lojas online ― e poucos perceberam. Na última semana, em um comunicado, a Amazon conta que desistiu da empreitada. Segundo a empresa, não existe “um futuro saudável e sustentável para o Crucible”.

As apostas no game eram altas. Foram seis anos – e dezenas de milhões de dólares – no desenvolvimento do programa. O objetivo da Amazon era competir com games famosos como Fortnite Valorant. Mas o resultado foi um fracasso. Um dia após o lançamento, o Crucible alcançou seu pico de 25 mil jogadores. No dia seguinte, já tinha saído da lista de 100 jogos mais acessados. Uma semana após o lançamento, o jogo multiplayer online tinha menos de 5 mil jogadores em média.

Com a versão gratuita do Crucible, a Amazon esperava atrair milhões de jogadores e se tornar uma potência também no mercado de games. Para o Business Insider, entretanto, parte do fracasso se deve à estratégia de lançamento do jogo, que foi pouco divulgado. Uma comparação justa é com o lançamento do Valorant, de outra desenvolvedora de games, também neste ano. Nas primeiras semanas, o Valorant só foi lançado em versão beta aos usuários que assistiam os conteúdos sobre o jogo no Twitch, uma plataforma de streaming de videogames. “Assim, os novos jogadores tinham alguma ideia do que esperar do jogo”, diz o Business Insider.

O lançamento do Crucible foi diferente. O Twitch é da Amazon, mas a empresa sequer usou a plataforma para divulgar o novo game. Também não foram feitos anúncios em outros serviços da Amazon ou no YouTube, outro canal importante para a indústria de games.

Mesmo após cancelar o Crucible, a Amazon diz que sua equipe de desenvolvimento está focada em novos projetos para a Amazon Games, como o MMO New World.

Para quem havia comprado a versão paga do compradores do Crucible, será possível pedir o reembolso por meio da página de suporte. “Nas próximas semanas, faremos um teste final e uma celebração da comunidade, tanto no jogo quanto em nosso Discord oficial. Fique ligado para mais informações sobre esse evento. Os servidores ficarão ativos para jogos personalizados até 9 de novembro de 2020”, diz a empresa.

Compartilhar