Após episódios de violência e relatos de tiroteios durante a última semana, o bairro de Nova Brasília de Valéria, em Salvador segue com policiamento reforçado, mas sem contar com circulação de sistema de transporte público e aulas nas escolas municipais, que estão funcionando no esquema semipresencial.

Os ônibus pararam de circular no bairro na manhã da última quarta-feira, 18, após decisão do Sindicato dos Rodoviários motivada por mais uma madrugada com troca de tiros entre facções rivais que brigam pelo controle do tráfico de drogas.

O serviço havia sido retomado dois antes, na segunda-feira, 16, após ser paralisado na sexta-feira, 13, pelo mesmo motivos. Ao menos três tiroteios foram relatados durante a madrugada na localidade.

Com isso, a Polícia Militar iniciou uma operação especial de reforço de policiamento em toda região de Valéria e adjacências. O reforço ainda segue por tempo indeterminado, com o objetivo de manter a ordem pública e “tranquilizar a comunidade”.

Além disso, após os seguidos tiroteios, a PM deflagrou na quinta-feira, 19, uma operação para conter os grupos criminosos que tem lutado pelo controle do tráfico de drogas no bairro. A Operação Conceição Valéria foi iniciado com o cumprimento de mandados de busca e apreensão em três bairros de Salvador e Região Metropolitana.

Também na quinta-feira, dois homens, que não tiveram suas identidades reveladas, foram encontrados mortos com marcas de tiros, no bairro. Segundo a Polícia Militar (PM-BA), as equipes realizavam patrulhamento na região da rua das Palmeiras, quando familiares dos indivíduos mortos acionaram os agentes e informaram que os corpos estariam dentro de um matagal nas localidades.

Os policiais se deslocaram ao ponto indicado e encontraram os corpos com perfurações de armas de fogo. Cabanas utilizadas por traficantes de drogas, além de materiais para embalagem de droga e diversas munições de fuzil, foram identificadas no local.

Compartilhar