Claudinei Oliveira comandou o Vitória em apenas duas partidas. Na primeira, no último sábado (21), viu a equipe ser derrotada em casa para o Colo Colo e deixar o estadual. Nesta quinta-feira (26), em Natal, viveu uma história diferente ao derrotar o América-RN por 1 a 0, pela Copa do Nordeste.

De uma apresentação para outra, o treinador do rubro-negro baiano acredita que o sistema defensivo foi o setor da equipe que apresentou maior evolução e menor quantidade de erros, se comparado ao primeiro duelo com ele à beira do gramado.

160031

“Melhoramos bastante a parte defensiva. Houve uma maior compactação, corremos menos riscos, tanto que o América assustou com chutes de fora. Fiquei feliz. A evolução defensiva me agradou”, comentou.

O treinador do Vitória, ainda que satisfeito com o resultado, não vê a vantagem como algo a ser comemorado. Pelo contrário. Claudinei Oliveira utilizou o recente revés para o Colo Colo e cobrou concentração aos comandados do início ao fim do jogo.

“Não podemos entrar com sangue doce. O time precisa entrar ligado desde o início do jogo, e não podemos esquecer do que aconteceu recentemente. É pegar o exemplo e ficar 120% atenado na partida”, concluiu.

Compartilhar