O pré-candidato do PSD a prefeitura de Salvador, Angelo Coronel, está empenhado em se viabilizar no pleito. O senador entra na disputa em clima de “paz” e promete não declarar guerra ao grupo capitaneado pelo prefeito ACM Neto (DEM). “Não pretendemos perseguir ninguém e poderemos aproveitar pessoas competentes da atual gestão. O importante será fazer uma Salvador mais humana e com seu povo feliz. E vou pedir a Deus que ao final do nosso mandato, ACM Neto que me ironizou, tenha a humildade de nos parabenizar, pela gestão que ficará marcada por priorizar cuidar de gente”, declarou, em entrevista ao jornal  Tribuna da Bahia.

O parlamentar baiano também tece elogios ao pré-candidato do DEM, Bruno Reis. “Bruno é uma pessoa focada, tem brilho próprio, e tem tudo para crescer com o apoio do prefeito. Se Bruno for o vitorioso vou torcer para que faça um grande mandato. Mas estamos confiantes que chegaremos na frente na reta final”, disse. Ainda na entrevista, Coronel faz um balanço de sua atuação em Brasília e seu trabalho na presidência da CPMI das Fake News. “Eu sou um eterno aprendiz e procurei ao chegar ao Senado a estudar seu regimento. Faço parte de todas as principais comissões da Casa, além de presidir a Comissão Especial da Reforma do Código Comercial. Mas, estar presidente da CPMI do combate às fake news, sem dúvida nos deu uma projeção nacional. São investigações que visam proteger os pilares da democracia e combater os criminosos digitais”, pontuou. E ainda mandou um recado para a deputada federal e presidente do PSB na Bahia: “Quem quer apoio tem que estar disposto também a apoiar”. Já em relação ao seu trabalho no comando da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), encerrado no final de 2018, Coronel diz que sua gestão se diferencia por “cuidar das pessoas sem distinção”. “Cada um tem seu estilo próprio. Marcelo foi um grande presidente e deixou seu legado, Nelson está fazendo uma excelente gestão. Na nossa gestão o foco principal além da independência do parlamento, foi cuidar das pessoas sem distinção, fortalecer e dar dignidade ao servidor público, e graças a Deus conseguimos fazer com que a fé, o amor e a alegria fossem as marcas do nosso período como presidente da AL-BA”, disse.

Compartilhar