Um grupo formado por alunos e professores do Colégio Estadual CPM Dona Leonor Calmon, na localidade de Jaguaripe, na região de Cajazeiras, em Salvador, protestou na manhã desta quarta-feira, 15, contra o fim do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) na unidade.

Com auxílio de um carro de som, os manifestantes percorreram as principais ruas do bairro criticando a medida.

“Absurdo fechar o noturno do Leonor Calmon” e “Fechamento do noturno é maldade”, expressavam por meio de faixas e cartazes, conforme informações do site Fala Cajazeiras.

Ato percorreu ruas do bairro | Foto: Patrick Ribeiro | Fala Cajazeiras
Ato percorreu ruas do bairro | Foto: Patrick Ribeiro | Fala Cajazeiras

Equipes da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar acompanharam a manifestação, que interferiu no trânsito da região.  De acordo com o comando da unidade policial, cerca de 30 pessoas participaram do ato.

Em nota enviada, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (Sec) informou que a medida ocorreu devido à baixa demanda por matrícula no turno noturno. Segundo a Sec, para 2020, os 90 estudantes atendidos terão suas vagas garantidas no Colégio Estadual Eduardo Bahiana, localizado em frente à unidade escolar.

A pasta ainda ressaltou que “a decisão é resultado de estudos para reorganização da rede escolar, que leva em consideração a frequência nos últimos cinco anos, a capacidade de infraestrutura para atendimento dos estudantes e a existência de escolas próximas com a mesma oferta e capacidade física”.

Compartilhar