O deputado estadual Jose Carlos Alelula (DEM), defendeu, em entrevista aRádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (7),  o impeachment da presidente Dilma Roussef, no entanto, ele disse não acreditar numa decisão do STF favorável ao impedimento e que por isso os partidos de oposição devem agir. Aleluia ainda comparou a presidente a um filme de terror.

“Ou a presidente se afasta ou vamos para o processo da justiça eleitoral que levaria Cunha a ser presidente. A outra alternativa é o impeachment. Temos que fazer o impeachment rápido. Os militantes não vão para rua fazer baderna. A segurança do povo é o exercito. Tem que haver uma solução rápida. Eu não acredito na saída de Dilma pelo TSE, isso só acontece no ano que vem e o presidente será eleito pelo congresso, que não tem moral para eleger ninguém”, disse o democrata.

Aleluia ainda defendeu que o vice-presidente da República assuma o governo federal. “Temer tem condições totais de governar, faria uma governo de transição. O ideal dele é não ser candidato. Dilma ganhou com um dicurso, começou com o outro. Dilma representa um filme de terror para o Brasil”.

Compartilhar