A Bahia registrou uma redução de 25% no número de acidentes totais nas rodovias federais durante o Carnaval deste ano, comparado ao mesmo período do ano anterior. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram 61 acidentes em 2020 e 45 em 2021.

Dos 45 acidentes deste ano, 16 foram acidentes graves, quando resultam em, pelo menos, um óbito ou ferido gravemente. Do total de acidentes registrados, 47 pessoas ficaram feridas, número que representa uma redução de 51% em relação ao mesmo período do ano passado. Nove pessoas morreram nas rodovias baianas, número igual ao do ano passado.

Os dados são do balanço da Operação Carnaval da PRF, que iniciou na última sexta-feira, 12, e terminou nesta quarta-feira, 17.

Segurança viária

Nestes cinco dias de Operação a PRF autuou 3.780 condutores cometendo infrações diversas. Nesse ranking de imprudências mais constatadas pelos PRFs, está ainda a ultrapassagem proibida, com 988 autos extraídos.

Durante as abordagens, foram realizados 616 testes com etilômetro (aparelho utilizado para aferir a quantidade de álcool ingerido pelo condutor, conhecido popularmente como bafômetro), totalizando 19 condutores autuados por alcoolemia ao volante nas modalidades constatação e recusa.

Nas fiscalizações, a PRF também emitiu 89 autos de infração para motociclistas ou passageiro sem capacete. Perigo também geraram os 22 motoristas que usavam o celular enquanto dirigiam. Obrigatório não só para o motorista, mas também para todos os ocupantes do veículo, o cinto de segurança, ou melhor, o não uso dele gerou mais de 293 autuações. Quando o alvo das fiscalizações foi a criança sem cadeirinha, 28 autos foram emitidos.

No total, 296 veículos foram recolhidos ao pátio da PRF, por diferentes irregularidades seja na documentação, ou no estado de conservação e até ausência equipamentos obrigatório.

Compartilhar