Uma ação da Polícia Militar (PM) no bairro de Águas Claras, em Salvador, deixou seis pessoas mortas na manhã desta quarta-feira, 18. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), as vítimas eram de grupos rivais disputavam espaço para a venda de drogas na região. Um policial também ficou ferido na operação.

Ainda conforme a SSP-BA, informações preliminares dão conta de que grupos rivais disputavam espaço para a venda de drogas na região. Com a chegada da polícia houve confrontos que resultaram com um policial da 3ª Companhia Independente da PM (Cajazeiras) atingido no rosto. Os seis suspeitos feridos foram socorridos, mas não resistiram.

A ação teve incio após denúncias sobre a presença de um grande grupo de homens armados e de disparos na região levaram equipes da PM até uma casa onde foram apreendidos um fuzil M4 calibre 5,56 e dois carregadores, uma pistola Bessa calibre 9 mm, mais de 100 munições de diversos calibres, rádio comunicador, entre outros materiais.

De acordo com o comandante de Policiamento da Região Central (CPRC), coronel Paulo Coutinho, havia vários relatos da população sobre a atuação do grupo armado, amedrontando os moradores do bairro.

“Enviamos uma equipe local, mas devido ao grande poder de fogo da quadrilha, precisamos de  reforços, porque a unidade foi recebida a tiros”, explica o oficial.

Compartilhar