O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou a votação do projeto de lei que regulamenta as terceirizações, após fechar acordo em reunião com líderes partidários ontem quarta-feira (15).

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Fg12hpwmzC

Com a medida, a PL 4.330 retornará à pauta da Câmara na próxima quarta (22). Segundo Cunha, o acordo prevê que os partidos se posicionem contra requerimentos de retirada de pauta e não obstruam outra matéria que possa trancar os trabalhos da Casa nesse intervalo. Na última semana, os deputados aprovaram o texto-base do projeto que permite a terceirização em qualquer atividade das empresas privadas. Esse e outros pontos ainda serão objeto de novas votações por meio de emendas. O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que dois terços dos líderes pediram o adiamento da votação. Nesta quarta, um movimento convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) em protesto ao projeto paralisou atividades de vários setores trabalhistas em várias cidades do país. De acordo com Guimarães, até a votação, o PT vai reunir deputados, representantes do governo, empresários e movimento sindical para tentar um acordo a cerca do projeto.

Compartilhar