O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Nelson Leal (PP), apresentou à Secretaria Geral da Mesa da Casa, na manhã desta quinta-feira (13), moção de aplauso pela passagem dos 80 anos de vida do professor e jornalista Carlos Elysio de Souza Libório.

O chefe do Legislativo estadual coloca em relevo no documento o legado do homenageado para inúmeras gerações dos profissionais de imprensa no Estado, especialmente no setor do jornalismo televisado, onde labutou por 25 anos na função de diretor de jornalismo da TV Bahia. Nelson Leal elogiou a ideia de seus muitos colegas e amigos em editar uma revista para declinar a gratidão de compartilharem de sua amizade.

“Qual presente poderia agradar mais a um homem de 80 anos, bem-sucedido na profissão, exercida por quase meio século, tempo em que lhe levou a construir uma legião de amigos em sua atividade de mestre em sala de aula e nas redações em que comandou”, interroga, Leal.

Para ele mesmo responder: sem dúvida que o melhor presente de aniversário a quem dedicou tanto tempo de sua vida a disseminar conhecimentos em jornalismo, a diversas gerações de profissionais da comunicação, é a certeza de que os ex-alunos e colegas assimilaram bem os seus saberes.

O presente, a Revista Sítio Placar, Edição Histórica e provavelmente única, estampou na capa a foto do homenageado com o neto Gabriel nos braços, com a seguinte manchete: Carlos Libório, 80 gols de um craque do jornalismo. O nome da publicação é uma alusão à revista da editora Abril, em que Libório foi o seu primeiro correspondente no Estado.

“O presente sintetizou, em criativos artigos, a alegria e a gratidão de familiares e amigos em compartilharem de sua intimidade e amizade. Os prosaicos textos revelam hábitos, manias, preferências, gostos de Carlos Libório, como sua paixão pelos pássaros e pelo time do coração, o Esporte Clube Vitória. Leitura recomendada aos que militam no ramo”, escreveu, Nelson Leal.

Presidente da Alba ainda chama a atenção para a homenagem da família contida no presente. “Destaco o artigo ‘O passarinheiro do Rio Almada’, em que a esposa Nely Libório confessa suas viagens nas asas do grande amor de sua vida; e os textos dos filhos Leonardo Libório (Quero ser meu pai) e Mariana Libório (Um amor de pai), em que declinam o amor e a admiração pelas qualidades do patriarca”, salientou.

Nelson Leal não deixou de ressalvar na moção de aplauso a importância de os profissionais de imprensa fortalecerem e cultivarem, cada vez mais, os princípios do Código de Ética da profissão nos dias atuais.

“Em tempos de mudanças significativas na forma de fazer comunicação no mundo, com as novas tecnologias, em que os valores éticos no exercício da profissão, não raro, são deixados de lado, com a proliferação de narrativas mentirosas, as nocivas fake news, torna-se imperativo se buscar cultivar sempre os princípios do bom jornalismo, como forma de se fortalecer a democracia, ensinados pelo homenageado por quase 50 anos em sala de aula na UFBA ou nas redações”, defendeu, o chefe do Legislativo da Bahia.

Compartilhar