Gilberto e Fernandão brigam por vaga no ataque contra o Flamengo

Tricolor encara o rubro-negro neste domingo (10), no Maracanã

Por Gabriel Rodrigues

Até pouco tempo, escalar o ataque do Bahia era tarefa fácil. Não importava quais seriam os jogadores de beirada, Gilberto estava lá como referência. Mas a coisa mudou nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

Por pura opção de Roger, Gilberto perdeu vaga entre os titulares e, do banco de reservas, viu Fernandão começar as partidas contra Cruzeiro e Chapecoense. A mudança do treinador tem uma explicação. O camisa 9 não balança as redes há nove partidas e vive o seu maior jejum de gols na temporada.

O problema é que com Fernandão entre os titulares, o cenário ofensivo do tricolor não mudou muito. O atacante até marcou um gol, em cobrança de pênalti no empate por 1×1 contra o Cruzeiro, mas o desempenho não foi o esperado. Por isso, Roger vive um dilema sobre quem vai ser o titular no duelo de deste domingo (10), às 18h, contra o líder Flamengo, no Maracanã.

Após o jogo diante da Chapecoense, Roger Machado reconheceu que alguns atletas não vivem bom momento técnico e indicou que vai fazer mudanças.

“Alguns ainda persistem numa fase mais oscilatória, tecnicamente. Que faz com que rendimento coletivo não seja bom. Aí entra o treinador, que tem que procurar os que estejam dando a melhor resposta do momento”, analisou Roger.

“Eu disse a eles agora que vou tentar buscar o melhor momento de cada um, para que a gente não perca tempo no campeonato e consiga voltar e buscar até o final. Seja com trocas, formação diferente, passando confiança para os jogadores. Mas que volte ao nosso nível anterior”, continuou o treinador do Bahia, confiante.

Diante dos dois centroavantes, Roger vai ter que analisar as características de cada um antes de traçar a estratégia que vai usar perante o Flamengo. Com Fernandão em campo, o Bahia tem menos mobilidade no ataque. O camisa 20 costuma jogar preso na área e depende mais das jogadas pelo alto para chegar ao gol adversário.

Já Gilberto tem maior mobilidade e consegue voltar tanto para buscar o jogo, quanto ajudar na marcação.

Os números também pesam a favor do camisa 9. Artilheiro máximo do Bahia na temporada, Gilberto soma até aqui 26 gols. Foram 11 no Campeonato Brasileiro. Já Fernandão soma 12 gols em toda a temporada 2019.

No treino de ontem, Roger Machado fez mistério e não deu pistas sobre quem vai começar a partida. Hoje, o Bahia faz mais um treino com portões fechados no Fazendão e logo depois da atividade embarca para o Rio de Janeiro, local da partida.

Novo ciclo
Apesar de ser o principal artilheiro do Bahia em 2019, essa não é a primeira vez que Gilberto passar por uma seca de gols na temporada. Em duas oportunidades, ele chegou a amargar seis jogos de jejum. Na primeira delas, voltou a ser efetivo com o gol que deu ao Bahia o título do Campeonato Baiano. Já na segunda, ele quebrou o período sem balançar as redes com dois gols no triunfo sobre o Fluminense, por 3×2.

A última delas, inclusive, aconteceu em momento bem parecido ao que o tricolor vive agora. No primeiro turno, o atacante ficou quatro jogos sem balançar as redes rivais e encerrou o jejum justamente no duelo contra o Flamengo, na Fonte Nova, pelo primeiro turno. Gilberto marcou todos os três tentos da vitória por 3×0.

Compartilhar