Pesquisa aponta que Salvador ocupa a 6ª posição no ranking de franquias

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), a projeção é de que o setor cresça entre 8% e 10% este ano em faturamento

Opções para aqueles que não querem correr grandes riscos, principalmente em momentos ainda de instabilidade econômica, as franquias vem ganhando destaque junto ao público e apresentando números expressivos ante ao mercado. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), a projeção é de que o setor cresça entre 8% e 10% este ano em faturamento.

A mesma entidade divulgou, agora neste mês de novembro, uma pesquisa que apontou Salvador como 6ª maior do Brasil em número de franquias, com 1.801 – essas operam mais de 4 mil unidades. O levantamento abordou o primeiro trimestre deste ano, ressaltando ainda um aumento de 9% em relação ao mesmo período de 2018.

A capital baiana fica, nesse quesito, atrás apenas de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba, mas a frente de outras como Porto Alegre, Campinas/SP, Fortaleza e Recife, liderando, assim, o ranking da Região Nordeste.

Com relação ao mercado, em toda a Bahia, a maior parte das franquias é composta por aquelas do setor de saúde, bem estar e beleza (27,6%), seguida pelas de alimentação (21,5%) e moda (11,5%). Também aparecem com destaque os segmentos de casa e construção (8,4%), além de serviços e outros negócios (6,9%).

Para se ter uma noção da boa colocação do estado neste segmento, o faturamento de franquias locais no 3º trimestre deste ano foi de R$ 1,514 bilhão, 11% acima do que foi registrado no mesmo período de 2018, quando essas empresas tiveram um lucro de R$ 1,362 bi, segundo a Associação Brasileira de Franchising.

Compartilhar