Mário Kertész: Esperanças que tenho sobre a minha Salvador

mario-kertesz

Tenho muitas razões para gostar da administração de ACM Neto. Ele: – Organizou a Prefeitura que encontrou no caos. – Organizou as finanças, o que permitiu encerrar o ano com um bilhão de reais em caixa. – Limpou, asfaltou e iluminou boa parte da cidade e continua trabalhando. – Estabeleceu uma nova forma de fazer as festas tradicionais como o Carnaval e o Réveillon, com enorme participação da iniciativa privada. – Avançou na área da saúde, melhorando e ampliando o atendimento aos cidadãos. Começam agora os últimos dois anos de sua gestão. A reeleição pode ou não ocorrer, então fiquemos por aqui. Mas, apesar disso tudo, Neto perdeu as eleições para o governo do estado e o federal, embora tenha usado exaustivamente

sua imagem. Achou que tinha feito uma grande e inédita aliança das oposições, o que aparentemente resultaria na vitória contra um candidato pouco conhecido (Rui Costa) e contra uma presidente desgastada (Dilma Rousseff). Os seus planos certamente tiveram de ser mudados, depois de duas derrotas acontecidas quando as vitórias pareciam certas. Esse é, portanto, o período em que ele deveria trabalhar para deixar sua marca na cidade. Achar pessoal competente e soluções reais para a circulação e a mobilidade urbana, hoje tão mediocremente tratadas. Buscar projetos arrojados; ousar, ter coragem de enfrentar resistências e criar o novo. Estamos todos cansados do mesmo sempre. Eu, quando prefeito, tive os grandes arquitetos João Figueiras Lima, o Lelé, e Lina Bo Bardi, trabalhando, ousando e criando. ACM, o original, teve o trabalho do Escritório do Plano de Urbanismo da Cidade do Salvador (Epucs), de Mario Leal Ferreira. E nosso querido ACM Neto conta com quem que tenha uma visão grande do urbanismo de Salvador? Até agora, ninguém com o peso e a coragem de fazer intervenções marcantes na cidade. Tenho esperanças que isso ainda venha acontecer, antes que o tempo se esgote. Tal como na piada, digo: Esperava mais de você, Batman!

Compartilhar