O presidente da executiva do PDT de Salvador, Alexandre Brust, disse ontem que, apesar de não ter participado do almoço na última sexta, entre o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, o dirigente estadual Felix Mendonça Júnior e o deputado licenciado Léo Prates, está acompanhando de perto a movimentação dos pedetistas com vistas à eleição na capital baiana no ano que vem.

Brust foi enfático ao “estender o tapete vermelho” do PDT para que o democrata, atual titular da Sempre, entre na legenda e dispute espaço nas eleições de 2020. “A origem do deputado estadual Léo Prates tem tudo a ver com as bandeiras do partido de Leonel Brizola”, disse Brust, ao reafirmar que o partido terá pré-candidato a prefeito e que, a chegada de Leo reforçaria a sigla no pleito. O presidente Felix Mendonça Júnior é cogitado para entrar na disputa, mas não teria dificuldade em abrir para o atual democrata se viabilizar, sobretudo, por ter base em Salvador.

Compartilhar