Com paralisação dos seguranças, faculdades da Ufba cancelam aulas noturnas

Suspensão das atividades acaba às 7h desta sexta-feira (23), informa Sindvigilantes

A paralisação dos seguranças da Universidade Federal da Bahia (Ufba) vai durar 24h e vai acabar às 7h desta sexta-feira (23), informou o presidente do Sindicato dos Vigilantes (Sindvigilantes), José Boaventura. Ainda de acordo com o sindicalista, logo após a retomada das atividades, os seguranças vão se reunir em assembleia às 8h, no portaria principal de Ondina. A instituição tem uma dívida de R$ 15 milhões com a MAP, empresa que detém o contrato de terceirização dos 380 vigilantes que trabalham para a Universidade.

Na sessão de amanhã, os vigilantes vão avaliar os resultados da paralisação e os próximos passos na movimentação. O diretor do Sindvigilantes afirmou que, na assembleia desta quinta, as informações sobre as negociações com a universidade e foi definido que deve haver uma decisão sobre o processo de suspensão do contrato com a Ufba até o dia 29 deste mês.

A suspensão das atividades começou na manhã desta quinta (22) após reunião no Campi de Ondina. Com a interrupção, as aulas vão acabar mais cedo em, pelo menos, cinco institutos da Federal da Bahia.

No Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos (IHAC/Ufba), as atividades acadêmicas e administrativas vão ser suspensas às 17h e retomadas na próxima manhã.  As aulas da Escola Politécnica vão para às 18h30. No Instituto de Química, os estudantes e servidores deverão deixar as salas às 17h30. Já em Biologia, as aulas acabam às 17h45. Na Faculdade de Direito informou apenas que as aulas vão ser suspensas durante a noite, mas que a colação de grau da turma de 2019.1/noturno está mantida para às 19h, no Espaço Cultural Raul Chaves.

Compartilhar