Bellintani diz que “não há crédito nem débito” entre ele e ACM Neto

O presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, disse que “não há credito nem débito” entre ele e o prefeito de Salvador, ACM Neto

O presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, disse que “não há credito nem débito” entre ele e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), apesar de o gestor soteropolitano declarar constantemente que revelou o dirigente esportivo para a vida pública. Cotado para ser candidato ao Palácio Thomé de Sousa em 2020 pelo grupo do governador Rui Costa (PT), Bellintani afirmou que não é “pré-candidato a nada” e seu foco é o clube. “Tenho relação ótima com o prefeito. A minha missão na gestão dele foi bem cumprida. Acho que ninguém deve a ninguém. Ele me respeitou. Fizemos uma excelente relação enquanto fui secretário. Sempre trabalhei com o maior respeito e liberdade de trabalho. Também trouxe à gestão todo o meu trabalho. Então, acho que foi uma troca. Não existe esse negócio de crédito e débito na vida. Quando se dedica a uma coisa que a gente gosta e outro acreditava em você, não existe esse negócio de crédito e débito”, afirmou Bellintani, em entrevista à rádio Metrópole.

Em junho deste ano, ACM Neto afirmou que ficaria chateado se Bellintani quisesse “apagar” a história que teve na administração do democrata. O dirigente esportivo ocupou três secretarias (Cultura; Desenvolvimento e Urbanismo e Educação). “Guilherme veio para a vida pública e se tornou personagem graças a mim. Em 2012, ele sequer tinha votado em mim e eu chamei ele para vir. Ocupou três secretarias importantes em cinco anos. Está fazendo uma baita gestão (no Bahia). A única coisa que me decepcionaria seria apagar o que disse ou reescrever a história”, disse Neto.

Em março à Tribuna, Bellintani afirmou que “admirava” a formava como Rui Costa – adversário de ACM Neto – governava. “Adquiri um relação, com o prefeito, muita boa. Nada vai tirar essa relação. E, em todos os momentos que estive com o governador, tive identidade de propósitos e admiro a forma como ele governa. A política não precisa pautar a nossa vida, os adversários, enfim, as polarizações”, afirmou na época.

O comandante do Esquadrão não descartou anteontem, porém, a possibilidade de ser candidato no próximo ano.“Eu nunca digo que nunca na vida. Nunca direi nunca para nada”, frisou. Ontem, surgiram rumores de que Bellintani estaria fechado com o PSB – da deputada federal Lídice da Mata – e se filiaria ao partido. O dirigente esportivo negou nas redes sociais. “Li uma notícia de filiação a partido, candidatura a prefeito, saída do Bahia, etc. Orgulho de ter meu nome lembrado para desafios importantes. Mas meu desafio do momento é o Bahia. Conhecem a palavra ‘foco’? No meu dicionário ela é preciosa”, afirmou.

O primeiro-secretário do PSB da Bahia, Rodrigo Hita, afirmou também que não procede o movimento de filiação do presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani ao partido. “Admiro bastante o trabalho dele como gestor no maior clube do Nordeste, mas não tratamos nada sobre eleição 2020 com ele”, disse Hita, que é apontado como amigo pessoal de Bellintani.

O senador Jaques Wagner (PT) voltou a elogiar Bellintani nesta semana. “Ele não está nem filiado, mas evidentemente que pelo trabalho que ele fez na prefeitura da capital baiana [na gestão do prefeito ACM Neto], pelo que ele desenvolveu como empresário e como gestor à frente do Esporte Clube Bahia, não posso negar que possui características que eu defendo. É um empresário de sucesso, é jovem, o nome dele realmente é lembrado, mas eu acho que por enquanto é cedo, precisa andar um pouquinho”, frisou.

Compartilhar