Roger projeta retorno de Giovanni e não teme desfalques contra o Palmeiras

Treinador negou procura do Cruzeiro após saída de Mano Menezes

Roger Machado tem um grande quebra-cabeça pela frente. Diante do Palmeiras, adversário do próximo domingo (11), às 16h, no Allianz Parque, em São Paulo, o Bahia terá pelo menos quatro desfalques certos, dois deles titulares.

Destaques da equipe, o atacante Artur e o zagueiro Juninho não podem enfrentar o time alviverde, já que estão no tricolor emprestados pelo porco. O mesmo se aplica ao venezuelano Guerra, em fase de transição após se recuperar de lesão no joelho. Fecha o quarteto o atacante Fernandão, suspenso no triunfo por 3×0 sobre o Flamengo, no último domingo (4), na Fonte Nova.

Mesmo com os problemas, Roger acredita que o Bahia tem peças de reposição capazes de surpreender o Palmeiras fora de casa. Enquanto Élber e Arthur Caíke disputam uma vaga no ataque, na defesa Lucas Fonseca vai ter um novo companheiro. Marllon e Wanderson disputam a posição. O escolhido vai fazer sua estreia com a camisa tricolor.

“As ausências fazem parte de um campeonato longo. Impactaram de lesões, cartões, por suspensões, por essas questões contratuais, que jogadores que foram emprestados não podem atuar contra os clubes que os emprestaram. Agora, com relação a ter feito testes, é o que menos me importa nesse momento. Juninho, por exemplo, chegou de empréstimo, quatro dias depois estava no campo, e atuou bem ao lado de seus companheiros. É a oportunidade para quem está treinando bem substituir esses atletas que hoje são titulares. E poder mostrar força do nosso grupo.

Quem pode voltar ao time é o lateral Giovanni. Ele jogou no meio-campo contra o Flamengo e saiu da partida ainda no primeiro tempo reclamando de dor no quadril. De acordo com Roger, ele vai ser avaliado nos próximos dias e deve embarcar para São Paulo.

“Hoje ele vai fazer a transição para ir para campo. Só fez tratamento na folga, outros dias fez trabalho de transição. Acredito que esteja à disposição”, explicou.

Quem vai seguir em Salvador cuidando da parte física é o lateral João Pedro. Segundo o treinador, o jogador ainda não está em condições de atuar com a camisa tricolor.

Sem contato com o Cruzeiro
Especulado no Cruzeiro após a demissão de Mano Menezes, Roger Machado negou que tenha sido procurado pelo clube mineiro. O treinador preferiu não comentar os boatos e lembrou que tem dois anos de contrato com o Bahia.

“Eu não vi as notícias e não fui procurado. Pode ter certeza que se houver um contato os primeiros a saber vão ser o presidente (Guilherme Bellintani), o Diego Cerri, Vitor (Ferraz). Mas o que eu posso afirmar é que tenho contrato de dois anos com o clube e estou muito feliz aqui”, disse Roger.

Compartilhar