Homem apontado como chefe do tráfico em Tanquinho morre em confronto com policiais

Segundo a SSP-BA, Leandro comandava de longe a venda de drogas na cidade e só ia para lá para assassinar rivais e desafetos. Ele ainda era investigado por quatro homicídios.

Um homem apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas na cidade de Tanquinho, a cerca de 150 km de Salvador, foi morreu em confronto com a polícia, na manhã desta quarta-feira (7), em Salvador.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), Leandro de Almeida Viana, conhecido como “TX” ou “Chatuba”, foi localizado durante operação conjunta entre equipes da Superintendência de Inteligência (SI) da Secretaria da SSP-BA, Departamento de Polícia do Interior (Depin) e Coordenação de Operações Especiais (COE). O suspeito estava escondido no bairro de Sussuarana.

Ainda segundo a SSP-BA, Leandro comandava de longe a venda de drogas em Tanquinho e só ia para lá para matar rivais e desafetos. O suspeito era investigado por quatro homicídios, três deles cometidos este ano. O criminoso também já tinha passagem por roubo e condenação por tráfico.

Com ele, a polícia apreendeu arma, celulares, droga, entre outros objetos — Foto: Divulgação/SSP-BA

Com ele, a polícia apreendeu arma, celulares, droga, entre outros objetos — Foto: Divulgação/SSP-BA

“Ele foi o responsável por assassinar um vendedor de água mineral em via pública”, revelou o titular da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Feira de Santana), delegado Roberto da Silva Leal.

Conforme a SSP, durante a ação desta quarta, após perceber a presença policial, Leandro atirou na direção dos agentes. Uma troca de tiros foi iniciada e ele foi ferido, encaminhado para o Hospital Geral Roberto Santos, mas não resistiu.

Com ele, foram encontrados um revólver calibre 38, pinos para embalar cocaína, balança, drogas, três celulares, relógios e anotações referentes ao comércio de drogas.

A SSP acrescentou ainda que, há cinco dias, uma submetralhadora calibre 9 milímetros, uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38, carregadores e munições foram apreendidos em Tanquinho, com integrantes do grupo criminoso de Leandro. “As armas eram do traficante e estavam sendo transportadas por comparsas, a mando dele”, revelou o delegado Roberto Leal.

Compartilhar