Suspeito de matar PM, líder do tráfico na Liberdade morre em confronto com a polícia

Entre os crimes cometidos por ele, está o assassinato do soldado PM Fábio Ferreira Rosas, em 2014

Alisson Araújo Nascimento, 26 anos, o ‘Troncho’, líder do tráfico de drogas e da facção criminosa Comando da Paz no bairro da Liberdade, em Salvador, foi  morto na madrugada desta quinta-feira (27), no estado de Sergipe, durante operação das forças policiais baianas, sergipanas e da Polícia Federal.

Entre os crimes cometidos por ele, está o assassinato do soldado PM Fábio Ferreira Rosas, em 2014. O soldado teve o carro roubado quando chegava próximo à casa da sogra para buscar a filha. Os suspeitos então teriam reconhecido que se tratava de um PM e o mataram com vários tiros pelo corpo. A arma do soldado também foi levada. O carro do PM já foi recuperado, na própria Liberdade.

Soldado foi morto no bairro da Liberdade, em 2014 (Foto: Reprodução/Facebook)

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), atualmente, Troncho determinava à distância a venda de drogas, roubos e execuções. De Aracaju enviava também armas e cargas de entorpecentes. Ele assumiu a liderança da facção após Gilmar Silva Tanajura, o ‘Aranha’, morrer em confronto com a polícia em 2015.

“Troncho foi cercado por equipes da Bahia (Bope, CPE, SI e Rondesp BTS) e da Polícia Federal, e de Sergipe (Cope e Ciopac) e resistiu à prisão atirando. Ele foi atingido, socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Com ele foram apreendidos uma pistola calibre 9mm (uso restrito), carregador, munições, porções de drogas e uma balança”, afirmou a SSP-BA, em nota.

Após a morte, o subcomandante-geral da PM, coronel Paulo Uzêda informou que a polícia vai reforçar as ações na Liberdade para buscar outros componentes da quadrilha.

Compartilhar