Polícia suspeita que confusão entre influencer e empresário começou após vítima negar aperto de mão

Caso ocorreu em Santo Antônio de Jesus, durante os festejos juninos. Iuri Sheik está com mandado de prisão em aberto.

A Polícia Civil suspeita que a confusão que envolveu o digital influencer Iuri Sheik e deixou o empresário William Oliveira ferido, na Bahia, tenha ocorrido após a vítima negar um aperto de mão a Sheik. A informação é do delegado que investiga o caso, Edilson Magalhães. Seis testemunhas do caso já foram ouvidas.

William Oliveira foi atingido por dois tiros disparados por Sheik, na noite de domingo (23), em Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, cidade conhecida pela tradição dos festejos juninos. Na ocasião, a vítima foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, onde segue internada nesta quarta-feira (26).

De acordo com Edilson Magalhães, William passou por uma cirurgia na segunda-feira (24), está bem, mas ainda não consegue falar para relatar o caso. Desde que ocorreu o crime, Iuri Sheik é procurado pela polícia. Um mandado de prisão preventiva contra ele foi expedido na segunda-feira (24). O suspeito ainda não se apresentou à polícia.

Informações preliminares obtidas pela polícia apontaram que os disparos ocorreram porque a vítima havia pedido que o suspeito parasse de fazer manobras perigosas com o carro, conhecida como “cavalo de pau”, em via pública. No entanto, após ouvir as testemunhas, a polícia informou que ficou ciente de que Iuri Sheik saiu em alta velocidade após os disparos contra o empresário.

“Seis testemunhas foram ouvidas. Três delas viram o momento dos disparos. Elas contam que William já estava na festa [paredão] quando Sheik chegou e estendeu a mão para falar com William, mas ele [o empresário] disse que não ia apertar a mão de Iuri. Então, ele [Iuri] foi no carro, pegou uma arma, voltou e atirou em William. Iuri entrou no carro e saiu em alta velocidade”, explicou o delegado.

Conforme a polícia, testemunhas contaram que a vítima e o digital influencer já tinham um tipo de rivalidade. A polícia não detalhou as desavenças entre eles.

Post em rede social

Empresário e digital influencer Iuri Sheik fez postagens no Instagram — Foto: Reprodução/Instagram

Empresário e digital influencer Iuri Sheik fez postagens no Instagram — Foto: Reprodução/Instagram

Depois do caso, Iuri Sheik tornou privado o perfil pessoal do Instagram – com 286 mil seguidores. Na rede social, ele compartilhava fotos com diversos famosos, entre eles os jogadores Neymar e Daniel Alves.

Na manhã de terça-feira (25), Iuri Sheik abriu o perfil novamente. Ele postou uma foto em que aparece chorando e uma outra imagem em que diz na legenda que vai se apresentar.

“Toda versão existe dois lados. Logo mais vou me apresentar e contar realmente o que aconteceu”, escreveu. Entretanto, nesta quarta-feira, o perfil voltou a ser fechado.

O município onde o caso ocorreu tem tradição nos festejos juninos e é um dos destinos mais procurados por baianos e turistas nessa época do ano.

Por meio de nota, a Prefeitura de Santo Antônio de Jesus informou que o crime não aconteceu dentro da área do evento promovido pela administração municipal. Segundo a polícia, o caso ocorreu durante uma festa paredão (com som alto em carros).

O delegado Edilson Magalhães, disse que momentos antes do crime, Iuri já havia se envolvido em confusão com os seguranças que trabalhavam na festa organizada pela prefeitura da cidade. Ele tentou entrar em uma área restrita para artistas, que era de circulação proibida. Por conta disso, Iuri foi posto para fora do evento.

Conforme o delegado, há relatos de que Iuri estava dirigindo alcoolizado na cidade desde a sexta-feira (22), quando ele teria chegado no local. Conforme o delegado, o digital influencer tem histórico de ser uma “pessoa problemática”.

Ainda por meio de nota, a prefeitura informou que o nome de Iuri Sheik nunca constou em nenhuma lista de convidados da festa junina da cidade.

Compartilhar